fbpx
Resumos

«Mar Salgado»: resumo de 20 a 26 de abril

Sílvia faz o curativo às feridas de Diogo quando André chega à empresa e começa a avaliar os estragos que os amigos de César fizeram, depois de se inteirar de como o amigo está. André está desolado e garante que vai fazer queixa à polícia. Sílvia dispõe-se a ajudar no que for preciso, pois conhece bem os agressores.

Daniel intima Adelaide a pagar o dinheiro de jogo que deve a Messias e a acabar com as suas actividades com o jogo ilegal, sob pena de ter de prestar contas à justiça. A beata fica em silêncio, vendo João e Daniel saírem de casa. Cremilde dá um raspanete à sogra e ela tenta justificar o seu envolvimento no jogo, comparando-se à Santa Casa da Misericórdia, pois parte do dinheiro que angaria entrega à paróquia. Cremilde está furiosa com ela e não engole as suas justificações. Patrícia lembra que já o pai também era viciado no jogo. Cremilde pensa na vergonha que vai passar no bairro, mas Patrícia reconforta-a, lembrando que ela não tem qualquer culpa.

Vitória e Tina comentam o escândalo que atingiu Adelaide e o padre Agostinho fica curioso para saber o que se passou. As amigas contam-lhe que Adelaide é a cabecilha do jogo ilegal deixando-o em choque com a notícia.

Madalena entrega o livro que prometeu a Messias e ele fica ansioso para começar a leitura, uma vez que tem a ver com o mar. Vitória fica surpreendida quando Madalena conta que emprestou a Messias o “Velho e o Mar” de Hemingway. Tina também fica impressionada e começa a pensar se não será ele o admirador secreto que lhe anda a mandar mensagens.

Sílvia conta a Daniel que André vai apresentar queixa dos rapazes que agrediram Diogo e destruíram a empresa. O irmão concorda que eles devem ser castigados. Rute regressa do cruzeiro a desfazer da viagem e os irmãos confrontam-na com os gastos excessivos que fez com o cartão de crédito que têm guardado para alguma emergência. Depois de embirrar com Hugo, não se mostra arrependida do esbanjamento que fez e reafirma que não vai devolver dinheiro nem presentes, apesar de não ter casado com Messias, alegando que ele a traiu. Daniel e Sílvia contam que devolveram a Messias o descapotável que ela lhe tinha arrancado e que ele já o vendeu. Rute fica furiosa e acusa os irmãos de a apunhalarem pelas costas.

Carlota pede finalmente a Leonor para dormir em casa dela. No entanto, André chega a amparar Diogo, levando-o a casa e explicando que ele foi agredido pelos amigos do falecido César. Leonor fica constrangida por ter de olhar para André, tal como Martim. Ao perceber que Leonor vai cuidar do irmão, Carlota diz que afinal será melhor ficar ali a dormir noutra ocasião.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

1 Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>