Resumos

Amar depois de Amar: Resumo de 12 a 17 de agosto

Episódio 42

Raquel fica chocada por estar a ser acusada de matar Marina e Augusto relembra que o procurador é um bandido. António alerta que não se podem descartar hipóteses e não quer opiniões sobre o procurador. Augusto não entende porque se estão a desviar do foco da investigação, uma vez que as impressões na arma são de Gonçalo. Raquel diz que Matilde a quer tramar, e António afirma que esta está internada e a teoria é de Ângelo. Augusto tenta tranquilizar Raquel mas ela tem um mau pressentimento. Júlia avisa que a enfermeira chegou e pede silêncio por causa de Gonçalo. Frederico e Inês, visitam Gonçalo contrariando Eduarda. Inês agradece a Gonçalo a ajuda que deu à sua família e afirma que não acredita que seja um assassino.

Miguel ouve novamente a mensagem de Joaquim, e toma notas. António chega e vê o quadro de Laura com as fotos dos suspeitos e Miguel explica o quadro. António conta a teoria de Ângelo, de que Raquel pode ter plantado as impressões do marido na arma e Miguel estranha. Laura insiste com Miguel, para ver o telefone e mostra uma foto de uma cruz no campo. António pergunta quem está ali enterrado e Laura fala da teoria de Zorra, como sendo de Miguel, e conta que ali está o outro amor de Marina e dá-lhe a localização. Regresso ao passado. Marina fala da gravidez de Raquel e dá um estalo a Gonçalo e ameaça-o que se Raquel estiver grávida a história deles termina.

Raquel aguarda o resultado do teste, vê Frederico ferido e insiste em saber o que se passou, mas ele não conta. Raquel vai a casa dos Oliveira para falar com Nicolau e pergunta-lhe quem bateu em Frederico. Augusto insiste e Nicolau conta que Frederico foi gozado por ser virgem. Gonçalo conversa com o filho e ele assente que quer que a sua primeira vez seja com alguém também virgem. Passagem para o presente. Augusto e Raquel contam a Aline a teoria de Ângelo e a advogada tenta ver a situação de outro prisma. Ângelo lembra André que está a ser pago por Matilde para incriminar Raquel e fala das suas suspeitas, que Raquel matou Marina quando descobriu que estava novamente grávida. Nicolau mostra o envelope da carta de Tiago a Ângelo, e pede-lhe que retire a queixa contra Aline e que os deixe em paz, ou caso contrário revela à policia que ele foi o culpado pela morte do filho.

Laura conta que a sepultura é de Toninho, e que foi a enfermeira que esteve com Marina que lhe contou. Miguel encontra uma cápsula de pistola junto do colchão e pensa no que terá acontecido. Regresso ao passado. Gonçalo e Marina fazem as pazes e ele assente  que quer viver o resto da vida junto dela. Vicente bêbado sorri sinistro para Marina. Regresso ao presente. Miguel diz que a cápsula é do mesmo calibre da arma que Vicente entregou e tenta juntar as peças. Laura lembra o marido que já tem o assassino, Gonçalo, e que poderá ter matado por ciúmes e afirma que Toninho podia ser amante de Marina e que podem ter sido apanhados por Gonçalo.

Augusto vinca que quer falar com todos sobre os seus sentimentos e marca um encontro em sua casa. Catarina ameaça Mané que não o voltará a desculpar e ele assente que nunca mais fará nada que os prejudique. Eduarda diz a André que já viu casos piores que o de Gonçalo, Raquel chega e André vinca que não gosta da enfermeira, mas Raquel não dá importância. Augusto reúne a família e conta o que sente por Raquel. Nicolau atende uma chamada de Aline e avisa o pai que têm de ir urgentemente ao escritório de Aline. Raquel está nervosa, tem um mau pressentimento e André assente que não está sozinha. Aline informa que investigou Raquel, e que ela na noite do crime não esteve na Arrábida e que poderá estar a esconder a morte de Marina.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

ATV News