fbpx
Geral

Pai e madrasta de Valentina recebem ameaças dos reclusos

pai madrastra valentina

Sandro e Márcia Bernardo, pai e madrasta de Valentina, principais suspeitos do homicídio da criança, vão ficar em prisão preventiva. A decisão foi tomada pelo juíz de instrução criminal do tribunal de Leiria.

Segundo avança a imprensa nacional, os presumíveis homicidas já receberam várias ameaças de reclusos, o que fez com que a Polícia Judiciária decidisse levar Márcia Bernardo para a prisão de Tires, onde vai ficar durante 15 dias afastada da restante população prisional. Por sua vez, Sandro, vai para a cadeia anexa à Polícia Judiciária, em Lisboa.

Recorde-se que Valentina foi agredida durante quatro dias antes de morrer. A menina foi torturada e violentamente agredida pelo progenitor. A madrasta assistiu a tudo e não interveio.

Cronologia

A criança de 9 anos, foi dada como desaparecida na passada quinta-feira de manhã. Foi o pai quem comunicou às autoridades o seu desaparecimento.

A população juntou-se às buscas, durante vários dias, para tentar encontrar Valentina, no entanto, as autoridades detiveram o pai e a madrasta por suspeitas de homicídio e ocultação de cadáver, na manhã deste domingo. O progenitor levou as autoridades até uma zona de eucaliptal, na Serra D’el Rei, em Peniche, local onde deixou o corpo da menina.

A Polícia Judiciária revelou ainda, em conferência de imprensa, na tarde do passado domingo, que no momento em que a criança foi morta, estavam três crianças em casa e que o depoimento do filho mais velho da madrasta teria ajudado a desvendar o crime.

A autópsia confirmou, esta segunda-feira, que Valentina foi morta num cenário de agressões violentas.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

ATV News