Geral

Mulher de 104 anos é a pessoa mais velha do mundo a recuperar da Covid-19

Daily Mail

A italiana Ada Zanusso estava internada desde o passado dia 17 de março.

A pandemia do novo coronavírus continua, diariamente, a fazer centenas de vítimas mortais em Itália, mas também há espaço para histórias de sobrevivência face à doença. Ada Zanusso, uma italiana de 104 anos de idade, já tinha sobrevivido à pandemia da gripe espanhola em 1918 e, agora, em pleno século XXI, tornou-se a pessoa mais velha do mundo a sobreviver à Covid-19.

Segundo informações do jornal britânico ‘Metro’, Ada teve diversos sintomas da doença antes de fazer o teste do novo coronavírus e receber o diagnóstico positivo. Após a recuperação, os médicos manifestaram a sua alegria e disseram que este foi um “sinal de grande esperança” na luta contra a doença.

Também o filho, Giampietro Brisotto, revelou ao ‘Corriere della Sera’: “Eu temia o pior, mas senti que ela poderia ultrapassar isto. Ela até começou a ler e repetir o rosário à noite. Ela milagrosamente ficou curada. Ela é uma mulher com um temperamento forte e vigoroso. A sua fé e o seu hábito de estar sempre ao ar livre sempre a ajudaram, mesmo que seja apenas para fazer uma horta”, sublinhou.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News