fbpx
Geral

Mãe de Beatriz Lebre pronuncia-se sobre o suicídio de Rúben Couto

Facebook

Paula Lebre, mãe de Beatriz Lebre, já se pronunciou sobre a morte de Rúben Couto, o jovem de 25 anos que lhe assassinou a filha e que se terá enforcado na cela onde estava preso.

Através da rede social Facebook, fez questão de sublinhar que “uma morte é uma morte” e que “é sempre uma perda para as famílias” e “para a sociedade”. “Não é possível medir sofrimentos, mas uma morte é uma morte. Quando morre uma criança ou um jovem, é sempre uma perda para as famílias como para a sociedade. É perda de património humano”, referiu.

Paula Lebre escreveu ainda que “o valor da vida deve sempre ser o supremo de uma sociedade” e garantiu ainda que não concorda com a pena de morte. No caso, Rúben Couto não foi condenado à morte. Estava em prisão preventiva, após confessar o crime, e decidiu colocar um ponto final na própria vida. Foi encontrado morto por volta das 23:00 horas do passado domingo, 5 de julho.

Um mês e meio antes, a 22 de maio, assassinou Beatriz Lebre à facada. Depois, livrou-se do corpo no rio Tejo, junto à estação de Santa Apolónia. Família e amigos da vítima dizem que ele era obcecado e que não tinha qualquer relação amorosa com a jovem estudante. Uma versão que contraria os dados da investigação, já que foi descoberto que eles se encontravam e que até visitaram a casa dos pais de Rúben dias antes do trágico homicídio.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News