fbpx
Geral

Jogador turco matou o filho de cinco anos porque “nunca o quis, desde que nasceu”

O caso está a chocar a Turquia e o Mundo. Cevher Toktas, futebolista turco do Bursa Yildirim Spor, matou o filho de cinco anos “porque não o queria”.

O jogador confessou o crime e entregou-se às autoridades.

Nunca o quis, desde que nasceu. Não sei por que motivo não o queria. A única razão que me levou a matá-lo foi porque não o queria. Não tenho qualquer problema mental“, explicou Toktas.

Segundo avança a imprensa turca, o futebolista asfixiou o filho com uma almofada no Hospital. Os dois estavam internados, porque tinham dado positivo à Covid-19.

Depois de ter sufocado o filho, Toktas pediu a ajuda dos médicos, no entanto apesar de estar nos cuidados intensivos, a criança não resistiu e acabou por falecer.

Durante 15 minutos, apertei a almofada sem a levantar, apesar de ele se debater. Só tirei a almofada quando ele parou de se mexer. Depois gritei pelos médicos para afastar quaisquer suspeitas“, confessou.

Futebolista pode ser condenado a prisão perpétua.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News