Geral

Greve do combustível ameaça distribuição de jornais

Portugal está de cabeça perdida e há já mais de 40% dos postos de combustível nacionais fechados. O motivo? A greve dos motoristas de cargas perigosas que parece não ter fim à vista. Agora, e mesmo com serviços mínimos decretados, é a distribuição de jornais que está ameaçada.

De acordo com a VASP, a maior distribuidora de publicações do país, há distritos que poderão não ter títulos nas bancas já a partir de amanhã. Da lista fazem parte distritos como Coimbra, Viseu e Leiria, admitindo Paulo Proença, diretor geral da distribuidora, que mesmo no Porto e em Lisboa a distribuição está ameaçada já a partir de sábado.

A empresa assegura, no entanto, que os concelhos fronteiriços poderão ter distribuição normal das publicações, uma vez que as viaturas estão a ser abastecidas do outro lado da fronteira.

ATV News