fbpx
Geral

Ficção nacional fora da corrida ao Emmy Internacional

Emmy 2012 Ficção Nacional Fora Da Corrida Ao Emmy Internacional

Emmy-2012Meu Amor, da TVI, venceu um Emmy Internacional na categoria de Telenovela em 2010. No ano a seguir, em 2011, foi a vez da SIC levar a estatueta naquela mesma categoria com Laços de Sangue. No ano passado, ambas as estações estiveram na corrida ao Emmy Internacional com as novelas Rosa Fogo (SIC) e Remédio Santo (TVI), tendo sido a TV Globo a vencer com O Astro.

Depois de três anos consecutivos a marcar presença no Emmy Internacional, a ficção nacional está, este ano, fora da corrida. Nenhuma novela portuguesa foi nomeada para vencer a estatueta dourada na categoria Telenovela. Este ano, nesta categoria, a TV Globo tem duas produções a concorrer pela vitória: Avenida Brasil e Lado a Lado. A par destas duas novelas estão ainda indicadas 30 Vies, do Canadá, e Windeck, de Angola.

De lembrar que Avenida Brasil foi exibida na SIC, tendo conquistado o público português, e Windeck é atualmente exibida na RTP1 após o Jornal da Tarde. Os nomeados ao 41.º Emmy Internacional foram anunciados hoje, durante a Mipcom, feira dedicada ao mercado televisivo que ocorre em Cannes, na França. Os vencedores serão conhecidos no dia 25 de novembro, numa cerimónia que se realizará no Hotel Hilton, em Nova Iorque.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

16 Comentários

Clique aqui para comentar

    • 1 comentário muito triste teu! Devias de respeitar todas as estações de televisão Portuguesas, incluindo a TVI. Não fazes ideia do esforço, dedicação e suor que uma equipa tem para fazer o seu trabalho bem feito. A TVI e a SIC são bons exemplos de sacrifício e têm-no mostrado nas últimas duas décadas. Não critiques os «fanáticos da TVI» se eles se identificam com os “produtos tvi” ainda melhor. Se tu não te identificas tens mais de 168 canais no Cabo para ver.

  • Li, vi e ouvi tanta gente falar mal da «Windeck» e agora vejo-a nomeada aos Emmys de Melhor Telenovela. Segundo sei, esta telenovela é de produção portuguesa (SP Televisão), foi filmada em Portugal e tem atores, guionistas e produtores portugueses, logo esta notícia está errada!

    • Tecnicamente a série não é portuguesa. Apesar de ser produzida por portugueses (se for verdade, porque eu não sei nada de nada sobre essa novela), não quer dizer que a novela passa a ser portuguesa.

      É o mesmo que aconteceu com o filme A Gaiola Dourada. Apesar de o realizador ser português, o filme é considerado francês.

      • O filme A Gaiola Dourada é francês porque foi produzido por uma produtora francesa. Se esta telenovela foi produzida pela SP Televisão, então é, no mínimo, luso-angolana.

    • LOLOLOL. A novela é angolana porque foi produzida com dinheiro angolano, num projecto aprovado e encomendado pela televisão que emitiu a novela. A SIC pode enviar actores para a China e gravar lá uma novela, produzida por uma produtora chinesa e isso não fará da novela uma novela chinesa! Cada estação produz os seus produtos com os meios que mais lhe convém e encomenda-os onde quiser e a quem quiser. Mas se estás assim tão indignado(a), reclama para a Semba Comunicação (produtora da novela) e para a TPA (estação que encomendou/exibiu a novela) que consideram a novela como sendo sua e angolana. Ou achas que foi o júri do Emmy Internacional que se lembrou de dizer que a novela é angolana?!

      • Eu não estou indignado.

        O que eu quis dizer foi isto: «Apesar da responsabilidade da produção ser da angolana Semba Produções, a
        telenovela contou com vários contributos portuguesas, nomeadamente de
        realizadores, guionistas, técnicos e atores nacionais. Gravada em
        Portugal, nos estúdios da SP Televisão no Cacém, a produção contou ainda
        com a colaboração da Empresa Portuguesa de Cenários.»

        • O facto de se contar com o “contributo” de meios de outro país, não faz com que o produto seja desse país. Até porque tudo deve ter sido pago e acordado. A SP Televisão deverá ter prestado um serviço à Semba Produções. Nem se quer chega a ser uma co-produção porque, ou muito me engano, a SP terá recebido por tudo o que “contribuiu” e não entrou com dinheiro nenhum!

ATV News