fbpx
Geral

Escândalo em Reguengos de Monsaraz! Idosos colocados entre o lixo e a urina

COVID-19
Reprodução

O surto no lar Maria Inácia Vogado Perdigão Silva, em Reguengos de Monsaraz, já provocou pelo menos 162 casos de infeção por COVID-19 e tirou a vida a 19 pessoas.

As condições de higiene e de segurança do espaço, segundo um relatório de auditoria da Ordem dos Médicos, a que o jornal Correio da Manhã teve acesso, são absolutamente desumanas. Idosos desnutridos, desidratados, só com uma fralda e em quartos com mau cheiro, vestígios de urina no chão e lixo são alguns pontos destacados no documento.

Além disso, segundo a mesma publicação, a Segurança Social também falhou na proteção dos utentes. O primeiro caso foi registado no dia 17 de julho. A Segurança Social só efetuou a visita uma semana depois, a 23, e só no dia 26 é que os doentes infetados foram separados de outros que ainda não tinham conhecimento do resultado do teste.

Ou seja, durante todos estes dias idosos infetados e idosos sem saber se estavam, ou não, infetados, partilharam o mesmo espaço. Alguns dormiram nos mesmos quartos. Utilizaram corredores e casas de banho comuns entre eles. O vírus propagou-se como quis, como provam os números acima mencionados.

Segundo a Comissão dos Direitos Humanos da Ordem dos Advogados, que está a fazer a análise jurídica, o Estado pode vir a ser responsabilizado, já que tem o dever de fiscalizar as entidades.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

ATV News