Geral

Doentes infetados com COVID-19 não têm testes para provar a recuperação total

Reprodução

São 8 251 casos confirmados em Portugal. Deste número, 187 pessoas perderam a vida e apenas 43 estão recuperadas, segundo os dados apresentados esta quarta-feira, dia 1 de abril.

Acontece que o número de recuperações pode ser superior, mas como não há capacidade de resposta para testar todos os pacientes o número tem-se mantido quase inalterável nos últimos dias.

Segundo o Jornal de Notícias, há dezenas de pessoas que já não apresentam sintomas há mais de 14 dias e que pretendem sair do isolamento, mas não lhes está a ser feita a realização dos testes que poderão comprovar a eliminação total do vírus. Recorde-se que de acordo com a Direção-Geral da Saúde um doente só é considerado recuperado se registar dois testes negativos num espaço de 24 horas.

Porém, perante essa mesma incapacidade de resposta, há médicos que estão a receber instruções para deixarem sair do isolamento os doentes que não apresentem sintomas há mais de 14 dias. Uma situação que pode vir a trazer problemas, já que segundo a própria DGS o vírus pode persistir na orofaringe durante um período situado entre os 21 e os 28 dias.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News