fbpx
Geral

Covid-19. Funcionária do IPO não morreu por causa da vacina

Covid-19, Pandemia, Vacina Covid-19
Reprodução

A vacina da Covid-19 em nada teve a ver com a morte de uma assistente operacional do IPO do Porto. O caso tinha sido notícia por ter ocorrido ao fim de apenas dois dias.

A assistente operacional do IPO foi vacinada contra a Covid-19 no dia 30 de dezembro. Morreu de forma súbita, dois dias depois, a 1 de janeiro. Devido à proximidade entre a data da administração da vacina e a data da morte, suspeitou-se de que poderia haver uma relação. Contudo, não foi isso que a autópsia determinou.

Segundo o Ministério da Justiça, a causa da morte não vai ser revelada publicamente, mas é garantido que em nada teve a ver com a vacina tomada dois dias antes.

Os dados preliminares resultantes da autópsia médico-legal, hoje [terça-feira] realizada, não evidenciam qualquer relação entre a morte e a vacina a que foi sujeita“, lê-se no comunicado ao qual o jornal ‘Diário de Notícias’ teve acesso.

Leia também: Vêm aí mais debates presidenciais! Confira aqui os próximos confrontos

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News