fbpx
Geral

Coração trai jovem promessa do desporto português aos 16 anos: “Ninguém queria acreditar no que aconteceu”

Tomas Sacramento, Jovem 16 Anos Morre Badminton

Tomás Sacramento era uma das grandes promessas do badminton português, mas o jovem de 16 anos morreu esta sexta-feira, 30 de julho, devido a complicações pós-operatório.

Tomás Sacramento, um jovem de 16 anos e uma das grandes promessas do badminton português, morreu esta sexta-feira, dia 30. Complicações no pós-operatório na sequência de uma cirurgia cardíaca causaram a morte do jovem natural e residente nas Caldas da Rainha.

O jovem sofria de um problema congénito diagnosticado à nascença, que obrigou a uma operação na altura. Na sexta-feira, voltou ao hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, para completar o tratamento iniciado em criança. Segundo apurou o jornal Correio da Manhã, a cirurgia decorreu sem problemas.

Contudo, na fase de recobro a situação clínica de Tomás Sacramento complicou-se. “É aterrador. Ninguém queria acreditar no que aconteceu”, disse Maria da Luz Ferreira, diretora do clube Movimento Voluntário Desportivo ao jornal. “Foi sempre um atleta extremamente educado, regrado e respeitador. A sua memória ficará para sempre no clube”, garantiu.

Telma Santos, representante de Portugal na modalidade de badminton, nas Olimpíadas de Londres 2012 e do Rio de Janeiro 2016, reagiu à morte do jovem. “Vou lembrar-me para sempre daquele menino que me desafiava nos campos de férias para jogar”, disse ao CM.

“Toda uma vida para conhecer e percorrer”

No dia de ontem, a Federação Portuguesa de Badminton emitiu um comunicado a dar conta da morte de Tomás Sacramento.

“O Badminton está de luto. Faleceu, em consequência de problemas pós-operatórios, um dos nossos mais promissores jogadores da modalidade, atleta da UAARE: O Tomás! O Tomás Sacramento. Na flor da idade, com toda uma vida para conhecer e percorrer, partilhando a amizade dos seus pais, avós, irmã e demais família e amigos, repentinamente, deixou-nos, passando a ocupar um lugar no céu”, pode ler-se.

“Fica esta ausência eterna que o tempo, lentamente, irá diluindo por força da habituação que acompanha o homem, levando-o a acabar por se render e aceitar o destino, por mais cruel que este se identifique e apresente. Natural e residente na cidade das Caldas da Rainha, perdurará, para sempre, na memória de todos nós a gentil e simpática presença do Tomás: Como jogador, como amigo, como filho, como rapaz educado, generoso, feliz e amante da vida! À família enlutada, as nossas mais sentidas e sinceras condolências”, concluiu.

Leia também: Júlia Pinheiro critica noticiários: “Aquilo é sempre igual”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News