Famosos

Três anos depois da morte do marido, Célion Dion recorda “difícil” perda

Céline Dion despediu-se do amor da sua vida dia 14 de janeiro há três anos atrás quando o seu marido, René Angéli, faleceu. Hoje em dia, essa perda ainda continua muito presente na memória da cantora.

Ao recordar essa fase complicada, Céline revelou que a perda do companheiro foi um momento “difícil”. “Ver o nosso marido a morrer lentamente… A morte do meu marido foi difícil. Tentamos ajudar a pessoa que mais amamos. Vês televisão com ele, trazes as crianças para desejar uma boa noite ao pai, dizes para eles seres cuidadosos [com ele]… Mas sentes que o barco está a afundar-se aos poucos”, recordou a artista.

Céline, mãe de René-Charles, de 18 anos, e dos gémeos Nelson e Eddy, de oito, fruto do casamento com René, teve de ultrapassar depois a morte do irmão, também vítima de cancro. Para a artista, contar aos filhos as perdas fizeram com que se sentisse “mais forte” porque tinha de ter força para confortar e ajudar os jovens.

“As grandes e as pequenas coisas têm que tornar-te mais forte. Caso contrário não entendemos o significado da vida em si”, desabafou.

Atualmente, a cantora diz que se sente mais “forte” e “bonita”. “Nunca me senti tão bonita, tão forte, e acho mesmo que o melhor ainda está para vir. De repente, sou eu quem tomo todas as decisões. Em toda a minha vida tive sempre tanta proteção. Sou a 14.º filha numa família. Nunca tive tempo para pensar no que queria fazer. Acabou por acontecer. Sou a chefe agora”, rematou.

ATV News