fbpx
Famosos

Sara Santos quer médico na cadeia: “A acusação foi branda”

Sara Santos
Reprodução SIC

Sara Santos perdeu a filha no parto, em 2018, depois de ter entrado no hospital de São Bernardo, em Setúbal, com dores de cabeça, tensão elevada e em estado de pré-eclampsia. Na altura, estava grávida de 30 semanas.

A apresentadora apresentou uma queixa-crime contra o médico obstetra que a assistiu e o Ministério Público acusou-o da prática do crime de homicídio por negligência e omissão. Algo que, para Sara Santos, não é suficiente.

É uma acusação desejada, que vem tarde, mas ainda assim não foi a esperada. O médico em causa foi acusado de homicídio por negligência simples e omissão. Num caso como o meu, não se espera menos do que homicídio por negligência grotesca. É por essa decisão final que vamos lutar“, disse à revista Nova Gente.

Sara Santos confessou ainda que sente “muita revolta” com o que aconteceu e que, conforme vai lendo as perícias médicas, tem mais a certeza de que a filha poderia estar viva.

Hoje, poderia ter a minha princesa nos meus braços, que virou cinzas. A acusação foi branda. O médico deveria ter interferido de imediato e assim tinha evitado a morte da minha filha“, considerou.

O julgamento não está agendado, mas a apresentadora espera que tal venha a acontecer em breve. “O sofrimento é insuperável e esta ansiedade de ter de esperar não ajuda. Preciso de sentir que foi feita justiça para que comece, finalmente, a ter alguma paz interior“, concluiu.

Leia também: Sara Santos recorda parto negligente que levou à morte da filha: “Foi uma sorte ter sobrevivido”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>