Famosos

Pedro Hossi reage a acusação de xenofobia

Pedro Hossi

Os atores Pedro Hossi e Sofia Baessa foram noticia esta semana devido a uma situação passada em Lisboa, onde foram acusados de xenofobia. Tudo começou com um relato de uma testemunha que assistiu e partilhou na rede social.

O ator de A Herdeira já reagiu a estas acusações, onde explicou a sua versão dos acontecimentos e garante que vai entregar o caso aos advogados «Informo que esta situação foi entregue aos meus advogados, que tomarão as medidas que entenderem necessárias». 

 

Leia toda a situação contada por ambos na integra:

 

Madalena Côrte-Real Furtado

Ainda pensei em não escrever isto, mas estou mesmo desiludida. Há 20 minutos, tentei apanhar um táxi com o meu namorado. Chamámos o táxi e ele parou na Rua da Misericórdia, mas chovia torrencialmente em Lisboa. De repente, vemos um Senhor, que se aproximou do meu namorado e disse: “Vai para o teu país, seu ‘cámone de m*rda que este táxi é para mim”, e deu-lhe um empurrão e ameaçou-o. Como se não bastasse, outra Senhora que estava com ele, veio para cima do Steven, a insultá-lo, preparando-se para o agredir com um guarda-chuva. A atitude Xenófoba deles meteu-me NOJO. Esta Senhora (se assim a posso chamar), ainda manteve um comportamento vergonhoso, pois continuou a descer a Rua e a mandar-nos para o c******… Mal sabiam eles, que eu era Portuguesa e estava a entender tudo. Entretanto, apercebi-me, que essas duas pessoas eram figuras públicas: os actores Sofia Baessa e Pedro Hossi. E aí sim, o verniz estalou! Tenho pena destas duas pobres almas, sem educação e civismo nenhum. E ainda mais pena tenho de ter de os ver na televisão, depois de assistir ao seu comportamento deplorável. Como são actores, têm mais direitos que a “plebe” que vem de outros países para cá, fazer de tábua de salvação para a economia nacional, porque caso ninguém tenha reparado, Portugal recebe muitos estrangeiros. Muitas pessoas vêm para aqui na esperança de ter sol, mar e uma vida melhor, mas atitudes destas são uma vergonha para o país. Esperemos que tenham chegado a casa confortavelmente, e que sejam vítimas da mesma atitude quando estiverem noutro país. Vivem na idade da pedra… Andarem à pancada com um turista que nem a porcaria de um guarda chuva tinha para se abrigar 🤣👌🏼. Ah e já agora, que continuem a ser assim bons actores, porque honestamente a boa educação deve ter ficado retida na lente da camera 🎥. Bom fim de semana.

P.S.: E, meus ilustres compatriotas, o meu namorado não é um “Cámone”: é Belga. Procurem no mapa

 

 

 

Pedro Hossi

Tendo sido confrontado com uma versão inexacta de eventos que envolvem a minha pessoa ocorridos na noite de sábado, dia 24 de Março, e que tem vindo a ser difundida nos meios de comunicação social, gostaria agora de repor a verdade.
Após um jantar com colegas de trabalho, despedimo-nos e desci a rua em busca de um táxi. Chovia torrencialmente e nem eu nem a colega que me acompanhava ( que não era a Sofia Baessa) tínhamos guarda-chuva. Assim que vimos um táxi subindo a rua avançámos na sua direção. Porém, quando ia abrir a porta, fui confrontado por um homem que me abordou em inglês, de forma agressiva, e me disse que o táxi era seu. Também em inglês, respondi-lhe que não era assim, e ele empurrou-me imediatamente. Afastei-o e trocámos algumas palavras em língua inglesa, eu disse algo como: “come on, what are you doing man”, Porém, em momento algum me dirigi a ele em português, e muito menos lhe disse que voltasse para a sua terra. Nem faria sentido que o fizesse. Em primeiro lugar, porque Lisboa não é mais minha do que dele. Amo Lisboa como amo Luanda, Paris ou Los Angeles, cidades onde vivi anos da minha vida, mas não tenho qualquer pretensão de posse sobre nenhuma destas cidades. Depois, tendo amigos de várias nacionalidades, não me passaria pela cabeça discriminar alguém por ser estrangeiro.

A Atriz Sofia Baessa realmente juntou-se a nós, mas só depois de perceber que algo errado se estava a passar.


Neste momento interpreto um gangster numa obra de ficção, da mesma maneira que já interpretei um cantor bon-vivant, tratam-se de personagens ficcionais que não reflectem necessariamente quem sou e que não devem, de maneira nenhuma, ser confundidas com a minha pessoa.
É lamentável que o que seria um comum desentendimento entre pessoas que querem apanhar o mesmo táxi acabe plasmado na selva das redes sociais unicamente porque dois dos intervenientes são actores e, como tal, figuras públicas.


Não pretendo apresentar-me como uma pessoa perfeita, a discussão que aconteceu era dispensável e devia tê-la evitado, no entanto, isso não dá o direito a ninguém de me retratar como alguém xenófobo, porque essa qualificação aplicada à minha pessoa não podia estar mais longe da realidade.
Acredito que, independentemente do trabalho que temos e de estarmos ou não sob o escrutínio do público, toda a gente merece respeito e protecção contra difamação do seu bom nome. Informo que esta situação foi entregue aos meus advogados, que tomarão as medidas que entenderem necessárias.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close

Blogs do Ano - Nomeado Entretenimento