fbpx
Famosos

Palácio de Buckingham recusa reagir às entrevistas polémicas do príncipe Harry. Saiba porquê

Rei Carlos Iii, Rainha Camilla. Palácio De Buckingham
Instagram

Harry concedeu entrevistas a dois canais de televisão, que contactaram o Palácio de Buckingham para “obter uma reação”.

Esta terça-feira, dia 10 de janeiro, o príncipe Harry lança a sua autobiografia ‘Spare’. Embora a obra já esteja a ser polémica, o Palácio de Buckingham não emitiu quaisquer comunicados ou comentários sobre as acusações e revelações que o filho mais novo do rei Carlos III fez no livro.

Harry deu algumas entrevistas na televisão para promover ‘Spare’ [‘Na Sombra’, em português], mas a família real continua sem fazer comentários. Contudo, as produções dos programas – nos quais o duque de Sussex esteve presente – fizeram um pedido que não foi acedido: comentários sobre as declarações de Harry.

No caso da conversa com Anderson Cooper para o ‘60 Minutes’, da CBS, a produção revelou: “Entrámos em contacto com o Palácio de Buckingham para obter uma reação. Os seus representantes exigiram, antes de considerarem responder, que lhe fosse dada a entrevista completa antes de a mesma ser exibida na noite de hoje, algo que nunca fazemos”.

Quanto ao ‘Good Morning America’, de Michael Strahan, este disse que foi recebida “uma resposta dos advogados que representam o Palácio de Buckingham” que, afirma, precisavam de “considerar exatamente o que é dito na entrevista, no contexto em que aparece“, pelo que “pediram que fosse enviada imediatamente uma cópia da entrevista na íntegra”, algo que vai contra as políticas do programa.

Segundo uma fonte próxima da família real adiantou à imprensa britânica, a família real também não comentou a entrevista que o príncipe Harry deu a Tom Bradby, da ITV, “por não terem visto a conversa”.

Leia também: Príncipe Harry revela que já escolheu local para ser enterrado depois de morrer e explica o motivo

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News