fbpx
Famosos

Nuno Markl chora a morte da sua cadela Stitch: “Vai levar todos à loucura, no Céu dos Cães”

Nuno Markl, Princípio Meio E Fim
Instagram

Nuno Markl está de luto! O radialista anunciou nas redes sociais que a sua cadela Stitch faleceu aos 17 anos.

Nuno Markl anunciou no Instagram que faleceu a sua cadela, Stitch. O locutor da Rádio Comercial lamentou a perda e recordou os bons momentos vividos com a patuda ao longo da sua vida.

“E assim, pela terceira vez no período de um ano, despeço-me de um cão da minha vida. Hoje, velhinha com 17 anos, foi a Stitch”, começou por escrever Nuno Markl numa longa publicação.

“A sua personalidade foi tão marcante, que muitas vezes dou por mim a chamar Stitch à Chiclete. A Stitch chegou hoje ao fim desta viagem, pacificamente. Idosa, amada. Vai levar todos à loucura, no Céu dos Cães – e todos a vão adorar”, acrescentou Nuno Markl.

Texto na íntegra partilhado por Nuno Markl: 

E assim, pela terceira vez no período de um ano, despeço-me de um cão da minha vida.
Hoje, velhinha com 17 anos, foi a Stitch.

A Stitch veio para as minhas mãos em 2004, e o momento está imortalizado nestas imagens. Foi numa emissão d’ O Homem Que Mordeu o Cão TV, na TVI. Era o meu aniversário e numa conspiração com a equipa do programa, a Ana Azinheira, produtora, deu-me esta bebé, filha da sua golden retriever e de um leão da Rodésia de um vizinho… e rejeitada pela mãe.

A Stitch era a cria destinada a não sobreviver. Com uma pata deformada e um corpo subdesenvolvido que contradizia a fusão de raças que lhe dera origem, era um pedaço de energia tão concentrado que decidiu contrariar expectativas e estatísticas. Viveu 17 anos em grande forma, superando doenças e mantendo-se voluntariosa, forte e carismática.

Quando o meu primeiro casamento terminou, eu e a Anabela dividimos animais – ela ficou com a Stitch, que a seguia com uma devoção incomparável. Com a Anabela, a Stitch viveu no estrangeiro e tudo: de Benfica foi para o Canadá, brincou na neve, passou por Espanha e terminou os seus dias de novo em Benfica. Graças à Anabela, a Stitch teve uma vida de aventuras feliz e cheia de afeto.

Lembro-me de nos levar à loucura quando os seus dentes de agulha roíam os pés dos móveis. Está tudo perdoado. Foi um estágio antecipado para a Chiclete, tantos anos depois. A sua personalidade foi tão marcante, que muitas vezes dou por mim a chamar Stitch à Chiclete.

A Stitch chegou hoje ao fim desta viagem, pacificamente. Idosa, amada. Vai levar todos à loucura, no Céu dos Cães – e todos a vão adorar.

Leia também: Maria João Abreu: As homenagens no último adeus

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News