fbpx
Famosos

Marco Costa dá “estouro” em António Costa e tece duras críticas ao Governo

Marco Costa, António Costa
Fotografias: Instagram

Marco Costa está revoltado com as medidas impostas pelo Governo no atual Estado de Emergência.

“Murcho! O dia está como os governantes e os políticos em Portugal: murcho, sem cor, sem vida, sem esperança! Não sei se ria ou se chore…”, começou por escrever numa publicação que colocou online na rede social Instagram.

Segundo ele, o Governo liderado pelo Primeiro-Ministro António Costa está a arruinar, por completo, a restauração. Por outro lado, as grandes superfícies, como os hipermercados, é que estão a ser beneficiadas. Recorde-se que, apesar das restrições à circulação entre as 13:00 e as 05:00 horas, aos fins de semana, é permitido ir aos supermercados.

Para reforçar a sua própria tese, Marco Costa indicou uma série de pontos. Ora confira.

1 – Supermercados abertos, podendo servir comida pronta, mas restaurantes NÃO, sabendo que os ditos supermercados mamam os subsídios e colocam os lucros na Holanda;

2 – Sabendo que restaurantes, cafés e pastelarias significam apena 3% do contágio em Portugal, e que as reuniões em família significam 68%, está o governo a promover reuniões familiares;

3 – Higiene. Os restaurantes em Portugal são os locais mais limpos em Portugal com a higienização a ser efetuada em frente ao cliente.
Os supermercados fazem o mesmo? Self-service na pesagem da fruta, quem os limpa? As luvas, distanciamento? Sem restaurantes, vamos todos fazer ajuntamentos para os supermercados? Se não podemos circular, para que estão eles abertos?;

4 – Onde estão os autarcas para proteger os restaurantes? Comerciantes de Odivelas cidade têm sido um exemplo, mas somos equiparados a delinquentes. Quem nos protege? Onde está a Câmara? Associações? Onde está a nossa voz? Sós e abandonados;

5 – Ao contrário de muito boa gente que quer continuar a fazer bolos em casa, em teletrabalho, os restaurantes querem TRABALHAR! Sem medo do Covid, com regras, segurança, distanciamento e higiene. Quantos podem dizer o mesmo?;

6 – Imagina o senhor Primeiro-Ministro o que acontecerá em Portugal se os restaurantes mandarem metade dos seus empregados para o desemprego? Tem dinheiro, o Estado, para pagar a esta gente toda? O pânico demonstrado com o layoff indica o contrário!;

7 – Leis justas para todos, quem trabalha nos restaurantes NÃO é cidadão de segunda. Os supermercados têm de deixar de ser protegidos, quando são eles próprios a matar o comércio local;

8 – É grande a desilusão que reina no setor, senhor Primeiro-Ministro. Não é a gritar que se ensina um povo, mas sim com formação e bons exemplos: afastamento, máscara, distanciamento e lavagem de mãos não vão lá com gritos;

9 – Fica para a história que o senhor e o Rui Rio arruinaram a restauração em Portugal. Fosse verão e teríamos outra atitude forçada pelos barões do turismo“.

Leia também: Crise no Teatro Maria Vitória: “Ou alguém nos ajuda ou teremos de fechar”

View this post on Instagram

"Murcho ! O dia está como os governantes e politicos em Portugal, murcho, sem cor, sem vida, sem esperança! Não sei se ria se chore… 1- supermercados abertos, podendo servir comida pronta mas restaurantes NÃO, sabendo que os ditos supermercados “mamam” os subsidios e colocam os lucros na Holanda. 2- sabendo que restaurantes cafés e pastelarias significam apena 3% do contagio em Portugal, e que as reuniões em familia significam 68%, está o governo a promover reuniões familiares . 3- Higiene, os restaurantes em Portugal são os locais mais limpos em Portugal com a higienização a ser efetuada em frente ao cliente. Os supermercados fazem o mesmo? Self service na pesagem da fruta , quem os limpa? As luvas, distanciamento? Sem restaurantes vamos todos fazer ajuntamentos para os supermercados? Se não podemos circular, para que estão eles abertos? 4- onde estão os autarcas para proteger os restaurantes? Comerciantes de Odivelas cidade têm sido um exemplo, mas somos equiparados a delinquentes, quem nos proteje? Onde está a Camara? Associações? Onde está a nossa voz? sós e abandonados. 5- Ao contrario de muito boa gente que quer continuar a fazer bolos em casa em teletrabalho???? Os restaurantes querem TRABALHAR! Sem medo do covid, com regras, segurança, distanciamento e higiene. Quantos podem dizer o mesmo? 6- Imagina o Sr primeiro ministro que acontecerá em Portugal se os restaurantes mandarem metade dos seus empregados para o desemprego? Tem dinheiro o estado para pagar a esta gente toda? O pânico demonstrado com o layoff indica o contrário! 7- leis justas para todos, quem trabalha nos restaurantes “NÃO” é cidadão de segunda. Os supermercados têm de deixar de ser protegidos. Quando são eles próprios a matar o comércio local. 8- É grande a desilusão que reina no setor sr primeiro ministro, não é a gritar que se ensina um povo, mas sim com formação e bons exemplos, ….afastamento, máscara, distanciamento e lavagem de mãos não vai lá com gritos…… 9- fica para a história que o sr. e o rui rio arruinaram a restauração em Portugal, fosse verão e teriamos outra atitude forçado pelos barões do turismo …

A post shared by marcocosta22 (@marcocosta22) on

Marco Costa
Instagram
Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

2 Comentários

Clique aqui para comentar

  • eu concordo com o Marco se e para fechar as grandes superficios também fechariam se não pode sair ninguém a rua para que e que estão abertas não tem lógica nenhuma por que e que só estes 2 fins de semana e não no 3 fim de semana por que tem o congresso do PCP ai não se pode tocar depois volta ao mesmo e um Governo que so olha para os grandes os pequenos comércios se falirem não vai aver dinheiro para tal crise depois veremos em que vai dar mas é um governo Governado pelo MONHÉ que se acho acima dos outros todos CHEGA

ATV News