Famosos

Mãe de Angélico Vieira: “O meu filho caiu numa grande armadilha”

Instagram

É já no próximo dia 29 que Filomena Vieira, a mãe do Angélico Vieira, vai ficar a saber a sentença do julgamento de Augusto Fernandes, proprietário do carro que o cantor conduzia, e da sua ex-mulher.

Foi na madrugada do dia 25 de junho de 2011 que o artista perdeu a vida num acidente de viação. Augusto e a ex-mulher estão agora acusados pelo Ministério Público de vários crimes, entre eles o de burla qualificada e o de falsificação de assinatura.

“Foi provado pelas duas peritagens que eles falsificaram documentos. Eu tinha contacto com o meu filho e estava fora de questão aquilo acontecer como eles diziam”, disse Filomena Vieira à revista VIP. De recordar que o dono do stand alegou que o carro que o cliente conduzia teria sido dado em troca dos carros que o cantor forneceu para colocar lá à venda.

A mãe do artista não tem dúvidas que foram falsificadas as assinaturas e que Augusto ficou com os carros, alegando que o filho os queria vender. Vai mais longe e acusa que o carro não tinha os pneus adequados nem as jantes como deve ser. “Aquele carro foi recauchutado” acusa, acrescentando: “O meu filho caiu numa grande armadilha. Aquele carro não estava em condições nenhumas para circular”.

Já passaram oito anos desde o dia em que perdeu o filho e aguarda agora que se faça justiça para poder “finalmente fazer o luto”.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News