Famosos

José Raposo lamenta a morte do pai Margarida Vila-Nova

José Raposo manifestou a sua dor, este sábado, com a perda de Pedro Martins.

Pedro Martins, pai da atriz Margarida Vila-Nova, produtor e amigo do ator José Raposo faleceu e o ator prestou-lhe homenagem  este sábado nas suas redes sociais.

“O Pedro Martins deixou-nos. Cedo. O Pedro foi um produtor que fez história no cinema português e na televisão portuguesa! E foi acima de tudo das pessoas com melhor formação humana, com melhor trato que conheci!”, começou por referir.

Continuou, transcrevendo igualmente o texto que a Academia Portuguesa de Cinema publicou aquando da divulgação do seu falecimento  “Há pessoas assim, que passam toda a vida pelas nossas vidas com um sorriso que damos sempre como certo, como seguro, como estando lá sempre. Há pessoas assim, como o Pedro Martins e o seu sorriso enternecedor e inesquecível que passa pela vida do Cinema Português e que nós achamos que está sempre aqui, certo, certeiro, seguro, sempre a criar, a construir, a deixar a sua marca, a fazer a História do Cinema e da Televisão em Portugal”

Recorde-se que Pedro Martins era membro da Academia Portuguesa de Cinema.

View this post on Instagram

O PEDRO MARTINS deixou-nos. Cedo. O Pedro foi um produtor que fez história no cinema português e na televisão portuguesa! E foi acima de tudo das pessoas com melhor formação humana, com melhor trato que conheci! Todas as gentes das artes que consigo trabalharam ficaram afectuosamente ligadas a ele. Fugia naturalmente do conflito, trabalhava sem desejar louros, era conhecido o seu sorriso sereno… Posso dizer que tive a sorte de o ter tido como amigo! A Academia Portuguesa de Cinema divulgou assim o seu falecimento: “Há pessoas assim, que passam toda a vida pelas nossas vidas com um sorriso que damos sempre como certo, como seguro, como estando lá sempre. Há pessoas assim, como o Pedro Martins e o seu sorriso enternecedor e inesquecível que passa pela vida do Cinema Português e que nós achamos que está sempre aqui, certo, certeiro, seguro, sempre a criar, a construir, a deixar a sua marca, a fazer a História do Cinema e da Televisão em Portugal. O Pedro Martins, Membro desta Academia que hoje nos deixou, foi um dos fundadores da APORDOC – Associação pelo Documentário. Deu-nos o DOC Lisboa e só isso já chegava, não é? Mas não. O Pedro Martins foi um homem transversal no Cinema. Foi Assistente de Realização. Foi Decorador. Foi sobretudo Produtor, com a sua SP Filmes. E com a SP Filmes produziu, além de Cinema, alguns dos maiores sucessos da Televisão portuguesa dos últimos trinta anos. E como se não bastasse o DOC Lisboa e a APORDOC, e os filmes todos e a televisão toda e uma vida inteira ligada à Arte, o Pedro ainda nos permitiu que todos partilhássemos a sua Família. Porque a sua Família é também a nossa Família, hoje a Academia Portuguesa de Cinema não só saúda a vida do Pedro, como abraça fortemente a sua filha Margarida Vila-Nova.” Aqui fica a minha homenagem #pedromartins #grandeprodutor #grandehomem

A post shared by José Raposo (@joseraposoofficial) on

ATV News