Famosos

João Baptista fala pela primeira vez: «estive a levar no focinho desmaiado»

João Baptista teve que ser internado, depois de ter sido agredido por um grupo de jovens, numa pastelaria em Vila Franca de Xira. O ator foi convidado de Rui Unas, no programa Maluco Beleza e falou primeira vez sobre os acontecimentos.

«Podiam ter-me matado se não estivesse lá gente à volta», começou por contar a Rui Unas. «Quando ia a passar começaram a chamar-me e a dizer para tirar uma fotografia. Tinha acabado de discutir com a minha mulher ao telefone, não estava bem… Mas, educadamente, disse: “Não me levem a mal, amanhã fazemos isso ou noutro dia. Não vão faltar oportunidades”. Enquanto pedia para ser outro dia, já estava o outro gajo a filmar, a tirar-me a pinta, faz aí qualquer coisa, como se fosse algum palhaço», revelou.

«Expliquei-lhe: “Tu não podes fazer isso, tens noção?”. E o que é que aconteceu a seguir? “Não o quê? O telefone é meu, eu faço o que quiser. O que é que queres? Pensas que és quem?”. Tentou dar-me um murro, ainda me consegui desviar, tentou dar-me o segundo e consegui-me desviar. [Depois] já tinha o outro em cima de mim e o outro… E levei um tareão. Rasgaram-me a camisa toda, consegui fugir uns metros…», recordou, acrescentando que foi «asfixiado».

«Eles desmaiaram-me. Houve um que me agarrou por trás e fez tanta força que eu perdi os sentidos. Estive a levar no focinho desmaiado», contou.

Segundo o seu relato, os jovens «fugiram» e houve um homem que o ajudou. «Houve lá um tipo que acho que ficou todo negro de ter tentado tirá-los de cima de mim», afirmou. «Lembro-me de levar duas ou três pêras, mas não me lembro de mais nada», acrescentou.

De seguida foi levado para o hospital de Vila Franca de Xira e transferido de imediato para o de São José, em Lisboa, onde foi submetido a uma cirurgia ao rosto. «Acho que era, de facto, uma situação complicada. Disseram ao ouvido de uma pessoa que estava lá comigo que podia ficar cego», revelou.

No dia a seguir às agressões, o agressor ligou para o Você na TV para contar a sua versão dos factos, mas foram desmentidas pelo ator.

«O tipo no dia a seguir foi para o programa do Goucha dizer que me agrediu porque eu estava alterado. Começou a defesa por aí e como é o João Baptista é uma boa defesa. Drogado, alterado… Calma, tinha acabado de sair de casa. Ia tomar café… Saí dessa esplanada para seguir o meu caminho e estava lá um grupo de miúdos, uns dez. A minha bisavó era cigana, não tenho nada contra os ciganos, mas eram ciganitos e estavam ali todos a fumar ganzas e a beber. Eu estava só na minha vida e, de repente, fazem esta defesa», afirmou o ator, confessando que também andou «mal psicologicamente». «Isto ainda me abala. Eu na minha própria cidade, onde cresci, cheguei ali áquele sítio e comecei a chorar com nervos. Nunca me tinha acontecido. Traumatizado…», atirou.

Ator da SIC internado com lesões graves após ter sido agredido

Veja o vídeo

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

ATV News