fbpx
Famosos

Joana Amaral Dias sobre controlo de crianças na Europa: “É tudo treta!”

Instagram

Por experiência pessoal, Joana Amaral Dias garantiu que “é facílimo traficar crianças na Europa” e que o controlo das autoridades “é tudo treta”.

Joana Amaral Dias continua de férias em Cuba e a partilhar alguns momentos nas redes sociais. Contudo, este domingo, dia 19 de janeiro, a comentadora da TVI publicou uma fotografia, ao lado dos filhos, com uma descrição bem diferente do habitual: um alerta para a falta de controlo e vigilância que existem nos aeroportos no que diz respeito ao tráfico de crianças na Europa.

“Sabiam que é facílimo traficar crianças na Europa? É canja. E é escandaloso.”, começou por escrever. “Certamente que todos já ouviram falar sobre este crime hediondo e os supostos esforços da União Europeia para o combater. Contudo, da minha experiência, só posso dizer-vos que é tudo treta.”, continuou.

Foi então que a antiga deputada do Bloco de Esquerda contou mais pormenores sobre a sua experiência pessoal. “Como alguns saberão, adoptei um bebé de dois anos. Manda a lei que só depois de seis meses da criança estar com os pais adoptivos seja decretada a adopção plena. É a situação em que nos encontramos. Ou seja, durante esta fase para viajar com o Diniz tenho que levar o seu passaporte (onde ainda constam os nomes dos pais biológicos) e um documento emitido pelo tribunal que me declara curadora do menor. Assim, ao sair e entrar do país, os Serviços de Estrangeiros e Fronteiras confirmarão que embora não seja mãe “oficial” do menino, sou sua tutora legal. (…) Sucede que este mês viajámos para Cuba via Madrid e nem uma única vez (…) me pediram o referido documento do tribunal. Portanto, o Diniz tanto podia estar à minha guarda como não estar. Podia estar a ser traficado para exploração laboral, sexual, ou outra coisa qualquer que nunca nenhuma autoridade mostrou qualquer interesse. (…) Supostamente até pais divorciados têm que levar uma autorização do outro progenitor e, todavia, eu saí e entrei no Espaço Schengen com um menor que, no passaporte, não é meu filho, nem sobrinho nem coisa nenhuma, sem qualquer pergunta ou resistência. Alô, Europa! Está aí alguém?!”

Quem não ficou indiferente ao alerta foram os seguidores de Joana. “Uma vergonha! Como é possível? Obrigado por me elucidar” ou “Como é possível? É caso para dizer: falam, falam, falam, mas depois… por isso desaparecem tantos menores” foram alguns dos comentários deixados na página de Instagram.

 

Ora veja:

View this post on Instagram

Sabiam que é facílimo traficar crianças na Europa? É canja. E é escandaloso. Certamente que todos já ouviram falar sobre este crime hediondo e os supostos esforços da União Europeia para o combater. Contudo, da minha experiência, só posso dizer-vos que é tudo treta. Como alguns saberão adoptei um bebé de dois anos. Manda a lei que só depois de seis meses da criança estar com os pais adoptivos seja decretada a adopção plena. É a situação em que nos encontramos. Ou seja, durante esta fase para viajar com o Diniz tenho que levar o seu passaporte (onde ainda constam os nomes dos pais biológicos) e um documento emitido pelo tribunal que me declara curadora do menor. Assim, ao sair e entrar do país, os Serviços de Estrangeiros e Fronteiras confirmarão que embora não seja mãe “oficial” do menino, sou sua tutora legal. Muito bem. Sucede que este mês viajámos para Cuba via Madrid e nem uma única vez (a sair de Espanha, a entrar em Cuba, a sair de Cuba ou a entrar em Espanha ) me pediram o referido documento do tribunal. Portanto, o Diniz tanto podia estar à minha guarda como não estar. Podia estar a ser traficado para exploração laboral, sexual, ou outra coisa qualquer que nunca nenhuma autoridade mostrou qualquer interesse. Repito – no passaporte dele está o nome da mãe e do pai biológicos. Isto é inacreditável. Supostamente até pais divorciados têm que levar uma autorização do outro progenitor e, todavia, eu sai e entrei no Espaço Schengen com um menor que, no passaporte, não é meu filho, nem sobrinho nem coisa nenhuma, sem qualquer pergunta ou resistência. Alô, Europa! Está aí alguém?!

A post shared by joana amaral dias (@joanaamaraldiasoficial) on

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News