Famosos

Jessica Athayde: “Todos os dias peço desculpas ao meu filho”

Instagram

Jessica Athayde abriu o seu coração e falou da maternidade, dos meses complicados em que esteve grávida e da atual relação com Diogo Amaral. A atriz esteve à conversa com os jornalistas na abertura da primeira Boutique Kinda na zona de Lisboa, no Oeirasparque, esta quinta-feira, dia 21, e não deixou nada por dizer. 

Sendo este o primeiro evento público que marcou presença longe de Oliver, Jessica Athayde confessou já estar com saudades do bebé. “Ainda não consegui desligar muito bem o botão”, confessou, afirmando que sabe que não vai ser fácil quando tiver que começar a trabalhar.

“Mas faz parte, é um processo e eu estou no meu processo. Tornei-me numa coisa que achei que nunca iria acontecer comigo: uma mãe galinha. Tudo o que disse que ia fazer, estou a fazer tudo ao contrário”, reconheceu. “Respeito enorme por todas as outras mães que têm de começar a trabalhar logo e que têm de deixar os filhos. Todas temos processos diferentes“, acrescentou.

Forma física: 

Se calhar estou mais magra agora do que estava antes de engravidar. Mas não foi propositado, sinceramente. A Carolina Patrocínio quando me viu disse logo que estava muito elegante e que me tinha avisado. E é verdade, ela disse-me: depois de teres um bebé vais ver. E eu não acreditava. No primeiro mês e meio estava tão inchada…”, disse, acrescentando que pensava que o corpo nunca mais ia voltar a ser o que era.

Mas, de repente, não tens horas para acordar, dormes quando o bebé dorme, levantas-te e depois com o carrinho [de bebé]… O exercício que faço é esse. Ainda não tive tempo para voltar para o ginásio”, explicou. Apesar de ter ido a uma consulta com a nutricionista Rita Andrade não conseguiu manter a dieta devido às rotinas do filho.

“Eras para ir dormir às 21h mas o miúdo fez uma birra até às 23h, portanto, não jantaste. Depois não comes, vais dormir, mas depois vais preparar um biberão às 3h da manhã e comes batatas fritas… Não há uma organização muito grande”, justificou.

Separação de Diogo Amaral:

Não é segredo, separei-me, e foi a separação, mais uma mudança de casa, a logística também com os meus cães“, contou, revelando ainda que tenciona mudar-se já no próximo ano, até porque está numa casa provisória. Provavelmente sairá de Lisboa.

Apesar de estarem separados, o ex-casal mantém uma boa relação. “É o pai dele e vai estar sempre [presente]. O Oliver é muito bebé e neste momento está a 100% comigo. Mas está com o pai diariamente. O Diogo está com ele em minha casa e leva-o para casa dele. Estamos a criar uma dinâmica para que seja o melhor para o nosso filho, que é o mais importante. Obviamente, é o pai do meu filho e vai ser sempre“, disse, acrescentando que estão a viver esta fase de uma forma “harmoniosa e com respeito”.

Oliver nas redes sociais dos pais:

Oliver tem sido o protagonista de grande parte das publicações de Jessica e Diogo nas redes sociais. “Tenho mostrado até demais. Às vezes até me sinto mal“, desabafou Jessica, que confessa que os dois estão tranquilos quanto a esta exposição.

“Agora é bebé e não sinto que haja algum problema, mas vai chegar uma altura em que começas a sentir que tens de acalmar essa exposição. Mas nós também não vivemos no Brasil… Quer dizer, o Ricardo Pereira mora e mostra os filhos sem problema nenhum… Tenho muitas amigas que não mostram os filhos e são completamente contra, e eu respeito isso”, afirmou.

“Mas sou uma pessoa de partilha, é mais forte do que eu. Eu e o Diogo estamos tranquilos com isso. Mas quando chegar a uma certa idade acho que aí tem que se ponderar e não é por uma questão de perigo, é mesmo por ele. Se ele quer ou não. Em bebé nenhuma fotografia que ponho o vai envergonhar“, acrescentou.

Cirurgia do seu patudo, Júlio:

A atriz revelou, recentemente, através das redes sociais que Júlio, um dos seus cães, foi submetido a uma cirurgia. Aos jornalistas, Jessica falou sobre o sucedido: “Tem algumas questões que vão sendo resolvidas para ele ter qualidade de vida. Mas está velho e contra isso eu não posso lutar. Eu é que fiz uma paragem e estive em negação durante estes anos todos. Mas a vida muda muito e não há nada que me tenha preparado para isto, mesmo“.

Documentário ‘Waiting for Oliver’:

O casal fez questão de mostrar o processo da gravidez através de um documentário exclusivo para a Vogue Portugal, intitulado de: ‘Waiting for Oliver’. “Há coisas que eu agora vejo de uma maneira completamente diferente, como é óbvio, mas eu odiei estar grávida e ninguém me tirava daquela bolha de ter odiado, de me sentir mal. Foi um processo difícil, estava a passar por muitas coisas que as pessoas não estavam a par“, recordou.

Recebi muitas mensagens de mulheres a dizer: obrigada por estares a dizer que isto realmente é uma m****, eu também passo por isso“, contou. Apesar de ter passado uma gravidez difícil, hoje garante que o filho é o seu grande amor.

Odiei estar grávida durante nove meses e todos os dias peço desculpas ao meu filho, que é a melhor coisa do mundo. Estive três meses a chorar a olhar para ele e a pensar como é que fui tão infeliz. Sinto-me muito culpada. Não quer dizer que se algum dia voltar a ficar grávida não vá odiar estar grávida, mas pelo menos saberei o que é aí vem. Sei que é preciso percorrer aquele caminho para chegar [o bebé]. O Oli é o maior amor da minha vida“, garantiu.

Regresso ao trabalho:

Há mais de um ano sem trabalhar na televisão, Jessica Athayde aguarda o papel certo para si. “Toda a gente diz que está quase, mas não há nenhuma confirmação. Não sei. Vou ser muito sincera, vou voltar quando tiver o papel certo. Sinto que saí de um ótimo papel na ‘Herdeira’, que me desafiou muito. Agora, para voltar a trabalhar preciso de um grande desafio, até para eu crescer enquanto atriz. Sinto que preciso disso e estou há muito tempo sem trabalhar, há mais de um ano. Foi uma gravidez e agora cinco meses da vida do Oliver”, disse.

Neste momento, considera que ainda está muito “apegada” ao menino e “tudo se pondera com um filho”. E deixa ainda um conselho sobre a gravidez: “Há muitas coisas que devemos fazer antes, mas sinto que fiz muitas. Viajei muito, ainda quando estava grávida, fiz ótimos papéis na TVI. Agora estou mais ponderada, mais calma”.

Natal:

 “Vai ser em família, cá [Portugal]. A minha família está toda cá, vai ser no dia 25. Vou a casa da minha mãe. O Diogo foi convidado para vir também. Nós somos modernos”, disse. Quanto à passagem do ano ainda não há ideias: “Não existem [planos]. O miúdo tem de dormir às 20h ou às 21h”.

 

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita.Apple Store Download Google Play Download

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

ATV News