Famosos Geral

Inês Castel-Branco dá vida a Snu em filme que retrata paixão de Sá Carneiro

Chegou às salas de cinema esta semana o mais recente trabalho cinematográfico protagonizado por Inês Castel-Branco e conduzido por Patrícia Sequeira.

O filme, que conta a história do amor de Snu e Francisco Sá Carneiro, é uma retrospetiva à vida da dinamarquesa que conquistou o coração do político do PPD, Sá Carneiro.

Inês Castel-Branco, em declarações ao Delas.pt, contou que “Nesta história há uma mulher que é uma protagonista sem protagonismo, que vive situações protocolares em que nunca sabe se se vai sentar na primeira fila ou na última, é uma mulher sujeita às críticas da sociedade – mais por causa da igreja e do aproveitamento político, de dentro e fora do partido”.

Sem nenhum registo áudio da fundadora da editora Dom Quixote, Inês tentou reunir o máximo de informação possível sobre a forma como a dinamarquesa falava, tendo recorrido também à ajuda de uma amiga sueca para conseguir encontrar um sotaque que fosse consistente e credível. “Algumas pessoas diziam que ela trocava os artigos, tipo ‘vamos tomar uma chá’, e havia pessoas que diziam que não se lembravam bem, que era parecido com o sotaque inglês. Vim ter com uma amiga minha sueca que vive cá, que é casada com um amigo meu, gravei-a a dizer algumas frases e depois fui repetindo, para tornar o sotaque consistente”, contou a atriz ao Observador.

Já Pedro Almendra viu a tarefa de construção da sua personagem mais facilitado. Foram muitos os discursos que ouviu, as reportagens que viu. “A construção desse lado tem uma abordagem pessoal, apesar de ter havido alguma informação de amigos próximos que contaram como é que eles se relacionavam nos momentos menos sociais e expostos. E a partir daí fui construindo a maneira de estar do Francisco, pensando muito como é que ele seria estando em casa, como se movimentaria nesse espaço, como é que reagiria a um toque – uma pessoa que parecia sempre de uma tensão enorme nos momentos políticos”, disse em entrevista ao jornal online.

Recorde-se que o líder icónico do PPD, Francisco Sá Carneiro, e Snu morreram num trágico acidente áereo a 4 de dezembro de 1980.

ATV News


Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close