fbpx
Famosos

Heitor Lourenço: “Se não houvesse vacinas, talvez já não existisse espécie humana”

Heitor Lourenço

Depois de ser vacinado contra a Covid-19, Heitor Lourenço fez um desabafo nas redes sociais.

O ator Heitor Lourenço foi vacinado contra a Covid-19 e recorreu às redes sociais para falar deste momento.

Enquanto me espetavam a agulha da vacina que tomei hoje vieram-me à cabeça vários pensamentos: se gosto de tomar a vacina?! Não, não gosto. Aliás evito que qualquer químico entre no meu corpo desde há muito tempo“, começou por dizer.

Mas se não houvesse vacinas (que vêm de uma coisa chamada ciência), meus queridos, minhas coisas mai lindas, talvez já não existisse espécie humana. A nossa forma de vida afasta-nos já muito do que é ser natural. A única coisa natural que nos resta e está disponível em doses enormes é preocuparmo-nos com os outros (que também nos inclui a nós próprios)“, notou Heitor Lourenço.

De seguida, o ator recordou a infância e o boletim com que tinha que andar para viajar entre países.

“Toda a minha infância convivi com o ‘tomar da vacina’ e tinha um boletim. Para viajar, consoante os países, era, e é, exigida esta ou aquela vacina. Todas elas, que me lembre, podiam dar este ou aquele sintoma. Por isso, meus ricos filhos, vacinem-se, e não inventem negativismos e negacionimos. Aceitem a vacina. E se tiverem a sorte de ter umas enfermeiras e médicas tão queridas como tive, que me reconheceram apesar da máscara e quiseram tirar umas fotos quentinhas, então aí sentem-se contentes e gratos”, acrescentou.

A terminar, Heitor Lourenço destacou o seu bom humor: “PS – já fiz um espectáculo, já moderei uma reunião e ainda não colo no frigorífico nem capto 5G”.

Leia também: Júlia Pinheiro rendida com gesto romântico do marido: “Sou uma afortunada”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News