fbpx
Famosos

Guilherme Duarte sobre filas nos centros comerciais: “Pessoas burras”

Guilherme Duarte, Filas Centro Comerciais

Esta segunda-feira, 19 de abril, Portugal entrou na terceira fase do Plano de Desconfinamento. As lojas abriram e geram-se filas às portas de alguns dos estabelecimentos.

O humorista Guilherme Duarte deixou uma reflexão após as imagens que estão a dar que falar esta segunda-feira, de muitas filas às portas de algumas lojas e centros comerciais depois de Portugal entrar na terceira fase do Plano de Desconfinamento.

“Milhares de pessoas esperaram mais de hora e meia na fila para entrar na Primark. A Primark é aquela rapariga com joelhos de porco que no início da noite todos dizem mal, mas que no fim da festa os encalhados fazem fila para ver se lá entram. A minha pergunta é: quem é esta gente? Pelo sim, pelo não, acho que deviam ser todos chipados e identificados só por precaução futura”, começou por escrever Guilherme Duarte.

Guilherme Duarte arrasa

De seguida o humorista dividiu as pessoas que estiveram presentes nos centros comerciais em 5 categorias. “Dividem-se assim: 63% – Pessoas burras. 2o% – Pessoas ingénuas ou burras que pensaram “No dia de abertura de certeza que não está ninguém”. 2% – Pessoas mesmo desesperadas para comprar roupa barata e que não podiam esperar mais porque os miúdos já andavam com as mesmas calças há um mês e não tinham possibilidades de comprar noutra loja nem online”, acrescenta.

E continua: “14,9% – Pessoas que têm prazer em esperar horas para ir a uma loja. Há quem esteja uma hora e meia no trãnsito para ir à praia, há quem prefira estar uma hora e meia na fila para ir à Primark. A praia é melhor que a Primark? É discutível. Sim, a praia tem mar, mas a Primark tem pijamas em forma de vaca. A praia tem rabos em fio dental, a Primark também, se tiveres coragem de abrir os provadores.  0,1% – Cegos que pensavam que era a fila para o multibanco.”

Guilherme Duarte deixa ainda uma “sugestão” a António Costa. “Já que não podemos combater estes fenómenos, deveríamos aproveitá-los. Como? A Primark devia ter enfermeiros à porta e só deixava entrar as pessoas depois de as vacinar.”

O humorista termina com um desabafo: “A verdade é que estaríamos todos bem melhor se estas filas fossem à porta da Gucci. Éramos um país com gente ainda mais burra, mas ao menos éramos burros com dinheiro”

Leia também: Georgina Rodríguez mostra imagens raras de momento em família com Cristiano Ronaldo e os filhos

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News