Famosos

Fim do pesadelo! Homem que perseguiu Joana Cruz condenado

Reprodução Instagram

Jorge Lopes, o homem que perseguiu a locutora Joana Cruz, da RFM, apanhou a pena máxima possível: cinco anos de prisão efetiva.

O pesadelo começou em 2014, quando a locutora iniciou o namoro com Alberto Índio. Desde essa altura que o casal tem vindo a ser perseguido e ameaçado por Jorge Lopes.

Esta quinta-feira, a juíza Joana Ferrer deu como provados os crimes pelos quais o arguido estava acusado. Perseguições, emails e mensagens enviadas com conteúdo sexualmente explícito, bem como ameaças à integridade física, tanto de Joana como de Alberto e da filha deste foram alguns dos crimes. A pena aplicada foi a máxima “possível” naquele tribunal: cinco anos de prisão efetiva.

Recorde-se que, há dois anos, Jorge Lopes viu ser aplicada uma medida de coação, tendo ficado em liberdade a aguardar julgamento. No entanto, tal medida não evitou que o arguido continuasse a perseguir Joana Cruz.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News