Famosos

Festival Eurovisão da Canção. Cláudio Ramos critica responsáveis da RTP

Cláudio Ramos comentou durante o programa Passadeira Vermelha da SIC Caras, que não entende o porquê dos colegas estarem a ser impedidos de acompanhar o Festival da Eurovisão da Canção em trabalho.

«Parece-me muito mal, até vergonhoso, e gostava mesmo, se pudesse, abrir um inquérito, e tentar perceber quem é que a RTP se julga para boicotar o trabalho das pessoas que fazem programas de televisão que promovem a Eurovisão», começou por dizer. «A RTP devia ver a lista dos programas de televisão e dos jornalistas que se disponibilizam para, a custo zero, promover o Festival da Canção. A RTP acha-se no direito de pôr um traço azul como antigamente e dizer “este programa não vai”. Isto na minha terra tem um nome…».

No Facebook, Cláudio Ramos aproveitou para esclarecer a situação. «É verdade que eu acho que a RTP não pode nem deve proibir nenhum canal, programa ou profissional do meio de fazer a cobertura do Festival da canção, mas não me referia a mim. Porque não pedi para o fazer, não solicitei nenhuma credencial e porque não iria nesta fase fazer a cobertura do Festival da canção, por razões óbvias. Mas eu não sou o centro do mundo. Eu falei dos programas e colegas meus em áreas várias cujo pedido das suas credencias não foram aceites para desempenharem o melhor que podem o seu trabalho.», continuando por dizer que é dinheiros dos portugueses que está ali.

«A RTP é uma empresa pública. É o nosso dinheiro que ali está. Parte deste festival é pago por nós. Gostava mesmo que fossem esclarecidos os critérios de escolha para atribuição de credenciais de quem faz a cobertura. Não por mim, que acho tanta graça ao Festival como acho ao instagram da Madonna. A mim, meus amigos, não me faz diferença, se fizesse tinha estado ontem na gravação da primeira eliminatória.»

 

Poucas horas depois, o comentador do Passadeira Vermelha atacou a NTV, com um longo texto, onde se mantém firma do que escreveu e para quem foi.

«… Eu sou um pouco mais atento do que o site da NTV, que muito estimo, mas escrever uma matéria onde me tenta desmentir defendendo a RTP, só faz com que eu sinta que tenho absoluta razão no que escrevi. E mantenho: não me enganei no alvo. Sei o que estou a dizer: Deveriam estar presentes todos os meios que pretendem divulgar o festival Eurovisão da Canção (na prática é do que se trata, desta bandeira que usaram, afirmando que vai ser muito bom para Portugal, e depois acredita nela quem quer. Não é o meu caso!) Mas eu gostaria de dizer ao jornalista da NTV, que não só não me enganei no alvo, como reforço tudo o que disse. E se em última instância quem dá a cara é a RTP, é a RTP a responsável é a ela que temos que pedir justificações, ou alguém acredita que a RTP, como responsável do processo, não tem uma palavra a dizer sobre quem faz a cobertura mediática? É que se assim for, parece-me meio estranho. Imaginem, o que seria se todos os meios que não foram credenciados neste caso, resolvessem não promover nada da RTP quando a RTP os convida para isso? Como os vamos catalogar? ‘meios de segunda?’ E sim, parte do festival incluindo a dita ‘semi-final’, ensaio geral, ou apresentação das roupas das apresentadoras, que foi gravada ontem no Altice Arena (sabe Deus porquê), foi em parte paga com o nosso dinheiro, como acontece em qualquer lugar do mundo numa televisão pública. Não vejo mal nisso. Vejo normalidade. Como vejo normal um contribuinte com os impostos em dia, questionar o que se faz no seu País. É pena que poucos o façam, e que quando alguém o faz, logo se levantem vozes que de forma conveniente tentam mudar o rumo da história. Eu não sou desses! Venha a NTV dizer o contrário, o Santo Padre, ou o vizinho do lado. Eu não falo por mim. Falei por uma classe de jornalistas que se viram obrigados a ficar à porta. Que vivem de trabalhar, e que promovem muito os produtos da RTP. Não devo ser o único a pensar assim. Ou serei?»

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close