Famosos

Famosos indignados com falta de civismo das pessoas em tempos de Coronavírus

Reprodução

São várias as figuras públicas que têm feito uso do seu estatuto para lançarem apelos à população. “Fiquem em casa” é uma das mensagens mais ouvidas, até por força das recomendações do governo e da própria Direção-Geral da Saúde.

Outras, porém, lamentam as atitudes que alguns cidadãos continuam a ter. Ainda recentemente, a atriz Débora Monteiro partilhou no Instagram um desabafo no qual deu conta de que teve de chamar a polícia, já que alguns dos seus vizinhos, de idade mais jovem, não estão a cumprir o estado de emergência e continuam a encontrarem-se, em grupos, na rua onde ela mora.

Em declarações à revista TV 7 Dias, outras celebridades como António Calvário, José Cid ou Vítor Norte também se têm mostrado muito indignados com algumas situações.

“Quando já não servem, atiram as luvas para o chão ou deixam-nas dentro dos carrinhos. Isto é incrível. Uma falta de respeito”, lamentou António Calvário, o primeiro representante português na Eurovisão (1964).

José Cid, por sua vez, condenou a atitude de homem com cerca de 80 anos, incluído por isso na chamada zona de risco, que viu a deambular de café em café. Avisou-o do perigo que corria e mandou-o para casa. Mostrou-se insatisfeito, também, com o facto de vários jovens continuarem a “fazer as suas raves”.

Já o ator da SIC Vítor Norte admitiu que tem procurado fazer a sua quarentena sem se irritar muito, mas não deixou se confessar que lhe incomoda saber que continuam a existir aglomerados de pessoas, por exemplo, em idas ao supermercado.

Mais informação:

Rodrigo Guedes de Carvalho faz novo discurso emocionante sobre o COVID-19

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News