Famosos

Falido! Projeto ‘Manel do Barril’ arranca com empresa insolvente

Após o desaparecimento de Zé do Pipo rapidamente apareceu um novo substituto: Manel do Barril. Porém, nem tudo é o que parece e o projeto arrancou com a empresa insolvente.

O auge da carreira do agente dos artistas populares foi até 2014, depois começou tudo a desmoronar. Nesse mesmo ano, o Fisco e as Finanças tomaram conta de todos os bens do agente musical Luís Martins e tudo foi vendido em leilão.

Uma período negro na vida do empresário de Cadaval uma vez que que inúmeros artistas desistiram de colaborar com ele. Luís Martins viu a editora Música Oeste, Lda, fechar portas, assim como a sua firma Luís António Lopes Martins, Lda. Acabou ainda por perder a Moinho da Música, Lda, empresa que usava para o agenciamento de artistas, marcação de espetáculos e também para edição de música.

A firma foi dada como insolvente e todos os bens do empresário e da mulher foram penhorados e vendidos em leilão. A cantora Claudisabel deixou de trabalhar com o agente em 2002 e conta na primeira pessoa a experiência que teve com ele.

“Ainda tenho como contratos com falsificações da minha assinatura feitas por este senhor, que chegou, inclusive, a registar o meu nome artístico para me cortar as pernas em futuros contratos com marcas”, lê-se no artigo da TV Guia. A artista foi mais longe e revelou que enquanto participou no reality show da TVI, Big Brother Famosos, o empresário registou o seu nome artístico em nome dele.

Já depois de ter acabado a parceria entre ambos, marcou espectáculos sem a avisar. “Tentou, claramente, destruir a minha imagem”, afirma. Sobre o sucesso do projeto “Zé do Pipo”, a artista considera ser uma “cópia do Rouxinol Faduncho, do Março Horácio”.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News