fbpx
Famosos

Ex de Cláudia Jacques canta vitória mas vítima faz nova acusação: “BURLÃO”

Olivier Parente, Ex De Cláudia Jacques
Redes Sociais

Olivier Parente, ex de Cláudia Jacques, foi condenado pelo Tribunal de Portimão a uma pena suspensa de 8 anos e 6 meses. Em causa, a prática de crimes de burla qualificada e branqueamento de capitais.

Chama-se Olivier Da Silva Figueiredo Parente, é ex marido de Cláudia Jacques, e foi condenado no final de 2019, pelo Tribunal de Portimão, a uma pena suspensa de oito anos e meio. Na base da decisão, está a prática de uma série de crimes relacionados com burla qualificada e branqueamento de capitais, ocorridos entre 2014 e 2016, e que terão envolvido uma quantia superior a 500 mil euros.

A sentença foi merecedora de um recurso. Quase um ano e meio depois, eis que surgem novidades. Segundo apurou o A Televisão junto de Olivier Parente, este foi informado pelo “mandatário Aníbal Pinto” de que o Tribunal Constitucional revogou a sentença aplicada, a 12 de dezembro de 2019, pelo Tribunal de Portimão.

O processo poderá vir a ser repetido. De facto, não podia ser julgado, sendo que já fui condenado com uma pena suspensa de 18 meses pelo Tribunal de Bordéus, em França, pelos mesmos factos. Em 2016, começou um inferno na minha vida. Hoje, vejo a luz no fundo do túnel“, disse ainda o ex-marido de Cláudia Jacques ao nosso site.

Olivier volta a pronunciar-se

Em novas declarações ao A Televisão, Olivier mostrou-se satisfeito por “a verdade” estar a ser descoberta.

Agora que a verdade vem acima de um monte de mentiras publicadas em primeiras páginas de uma imprensa cujo real propósito fica a meditar (…) Tenho muitas perguntas sobre como funciona a nossa sociedade“, referiu.

Além disso, fico a deplorar que nunca nenhum órgão de comunicação me deu a real oportunidade de falar abertamente sobre tudo o que se passou“, continuou. “Perdi cinco anos da minha vida a lutar dia após dia contra uma tempestade“, lamentou.

Pelo meio, Olivier criticou também Cláudia Jacques. “Passei de bestial a besta em frações de segundos… Até a minha própria ex-mulher, por quem tinha uma profunda admiração, demonstrou quem era. Não poder confiar em ninguém foi o pior de tudo“, atirou.

Ainda em declarações ao A Televisão, Olivier garantiu, porém, que não guarda rancores: “De uma certa forma, estou agradecido e vivo sem rancor. O que me salvou da loucura foi a minha capacidade de adaptação (…) Dias melhores virão, nunca desistirei“.

Alegada vítima de Olivier faz acusação

O A Televisão foi contactado por uma alegada vítima de Olivier Parente, que teceu novas acusações contra o ex-marido de Cláudia Jacques. “Este senhor roubou-nos uma viatura mercedes E350 descapotável no passado dia 12 de dezembro de 2020! Ainda tem a grande lata de dizer que o inferno começou em 2016!?“, questionou.

Este senhor apresentou documentação falsa em nome de Olivier Ladeiro Jacques de Sousa, passaporte e Carta de Condução francesa falsa“, acrescentou. Depois, deixou ainda um desabafo. “BURLÃO“, atirou.

Leia também: Vanessa Martins recorda polémica e desabafa: “Ia arruinando a minha vida”

Cláudia Jacques, Olivier Parente
Redes Sociais
Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News