Famosos Música

Esposa de Zé do Pipo apagou ficheiros do computador, mas conta tudo à imprensa

Já lá vão dois meses e meio desde que o famoso cantor Zé do Pipo desapareceu sem deixar rasto. As teorias são muitas (o cantor pimba poderá ter-se atirado ao mar, ou caído inadvertidamente), mas nem a Polícia Marítima nem a Polícia Judiciária conseguiram confirmar, até ao momento, o que terá acontecido a Nuno.

À revista Vidas, Celeste Maria – esposa de Nuno – contou o que julga ter levado o marido a desaparecer naquele dia. “Até ao dia 13 de agosto estava tudo bem. Depois desse dia é que as coisas descambaram. Marcaram-lhe quatro concertos seguidos e ele não aguentou. Sei que dois seguidos, no máximo três, aguentava, mais do que isso não conseguia”, confidencia Celeste.

A mulher do Zé do Pipo chega ainda a esclarecer as dúvidas sobre se o casal teria discutido no dia do desaparecimento. Celeste afirma que Nuno terá saído de casa alegando ir à farmácia e ao banco, em Peniche. “Não discutimos….ele não reagia a nada. A doença afetou a nossa relação. Ele dizia que se sentia vazio, sem sentimentos” – disse a mãe dos filhos de Nuno, dando conta de que o marido sofreria de uma doença bipolar diagnosticada em julho de 2016.

Sem cadáver para confirmar o óbito, Celeste terá de esperar dez anos para poder pedir, oficialmente, a declaração de “morte presumida” e poder fazer partilhas, registo de bens ou, até mesmo, casar de novo. Esta semana Celeste Maria havia já confirmado à revista TVGuia que teria apagado tudo o que estava no computador do cantor: “Já formatei o computador e apaguei tudo o que Nuno tinha lá dentro. Ninguém me pediu para ver nada. Mas se quiserem confirmar que ele andou a ver as marés chegam lá pelo Google”, afirmou a esposa do Zé do Pipo.

ATV News