fbpx
Famosos

Emocionado, Duarte Siopa recorda morte “lenta e gradual” da tia: “O sofrimento é horrível”

Duarte Siopa

No programa ‘Manhã CM’ desta quarta-feira, 29 de junho, foi abordado as últimas declarações de Fernanda Antunes sobre a filha, Sara Carreira.

Duarte Siopa não conteve a emoção ao recordar uma das pessoas que perdeu na vida, durante a rubrica ‘Notícias dos Famosos’, do programa ‘Manhã CM’, quando os apresentadores e comentadoras comentavam as últimas declarações de Fernanda Antunes sobre a filha, Sara Carreira.

O apresentador recordou a morte dolorosa da sua tia e confessou que não suporta ver “alguém a sofrer”. “Eu sou filho único e tinha a minha tia, que brinquei toda a vida dela, ela tinha 40 anos e entretanto aparece-lhe um cancro no útero, vai para Londres, tentou tudo, e lá disseram ‘tem que ir imediatamente para Portugal, não há nada para fazer’. Ela veio e quando sai do avião, não era a minha tia, vi ela numa cadeira de rodas (…) era um esqueleto completamente”, começou por dizer Duarte Siopa.

Visivelmente emocionado, Duarte Siopa contou como a tia ficou “muito revoltada” com o seu estado de saúde. “Ela não me abraçou, nem sorriu. Muito revoltada virou-se para mim e disse ‘porque é que estás a olhar para mim?’. Isto marcou-me porque ela depois ainda viveu mais uns tempos e eu pensei ‘que bom se ela tivesse morrido de repente, eu ia sofrer mas era de uma só vez, agora esta morta lenta e gradual, que nos afeta e transforma a vida, não há nada pior’. (…) Eu não posso ver ninguém a sofrer, isso para mim é a coisa pior que existe (…) aquelas pessoas que sofrem e que estão em sofrimento e nós estamos a viver aquilo, é das piores coisas que pode existir. O sofrimento é horrível”, rematou.

Leia também: Duarte Siopa é ‘comparado’ a Manuel Luís Goucha e deixa (grandes) elogios: “Merece o lugar que tem…”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>