fbpx

Eduardo Madeira revela novo desafio profissional: “A seta do cupido anda louca”

"Eu não posso dar 'spoilers', mas o certo é que o amor acaba por andar no ar o filme todo...", afirmou Eduardo Madeira.

A Televisão
2 min leitura
Instagram

Eduardo Madeira tem um novo projeto profissional e decidiu explicar como este novo desafio se irá desenrolar. “Astérix e Obélix: O Império do Meio” estreou-se nas salas de cinema esta quarta-feira e a versão dobrada conta com as vozes de Eduardo Madeira, Manuel Marques e Ana Garcia Martins.

Segundo a revista SELFIE o ator revelou: “Este é um desafio que, de vez em quando, no meu caso concreto, aparece. Creio que é já a quinta vez que faço de Obélix, sendo que, de filme para filme, há sempre diferenças e este é, de facto, um filme diferente“.

O Obélix tem muita importância na história. Eles vão ao Oriente resolver uma questão de cariz sentimental. É muito giro, porque, normalmente, as histórias não passam por aí. Neste caso concreto, o mais importante do filme é, precisamente, uma questão que tem que ver com o amor“, continuou o ator.

Eu não posso dar ‘spoilers’, mas o certo é que o amor acaba por andar no ar o filme todo… A seta do cupido anda louca pelo meio da história!”, afirmou, em tom de brincadeira. Eduardo Madeira adiantou ainda que o público “vai ver as personagens em situações que não estava habituado a vê-los – ou, pelo menos, não era tão normal“, acrescentou ainda.

Repito algumas vezes. Raramente sai-me logo à primeira. Quando o nosso diretor de dobragens, que neste filme foi o José Jorge Duarte, nos diz ‘Está perfeito, vamos seguir!’, uma pessoa até pensa: ‘Uau! Saiu à primeira! Maravilha!’. Normalmente, repete-se. Mas isso faz parte do nosso trabalho. Às vezes, uma coisa muito simples, temos de repetir dez vezes“, concluiu Eduardo Madeira, ao referir que o mundo das dobragens o fascina, apesar de ser bastante trabalhoso.

Siga-me:
Redactor.