Famosos

Diogo Amaral esclarece frase que originou polémica: “O resto é paisagem”

Instagram

No dia 21 de junho, Diogo Amaral publicou uma foto amorosa com Jessica Athayde e o pequeno Oliver. A legenda da imagem escolhida originou muita polémica, algo que levou o ator agora a esclarecer.

“O resto é paisagem”, lê-se na legenda. Este domingo, Diogo Amaral recorreu ao Instagram para falar sobre o sucedido. “Não estava à espera mas nas mensagens privadas recebi uma ou outra muito desagradáveis, apontando para o facto de o Mateus não fazer parte da foto”, começou por escrever, referindo que não costuma dar azo a estes comentários mas que tem que responder devido ao tema que é.

“Quando disse ‘o resto é paisagem’, referia-me ao resto que não aquilo que estava representado na foto: o Amor. Quando o Oliver nasceu, o amor que tinha pelo Mateus não se dividiu para chegar para os meus dois filhos… Multiplicou-se. Multiplicou-se e continua a multiplicar-se todos os dias, como penso que acontece com a maioria dos pais”, afirma.

“Daqui para a frente continuarei a publicar fotos dos meus filhos, como até agora sempre fiz com o Mateus, e se num dia publicar uma foto de um e não de outro, não quer isso dizer que ame mais esse filho. Mas há uma coisa que quer dizer, amo, cada um deles, desde o dia que soube que estavam na barriga das respectivas mães, e sou grato à natureza e à vida por cada um deles”, acrescenta, dizendo que sente compaixão por quem nunca amou ou foi amado.

Leia na íntegra:

View this post on Instagram

Há uns dias publiquei esta foto aqui no instagram e escrevi na legenda “O resto é paisagem”. Não estava à espera mas nas mensagens privadas recebi uma ou outra muito desagradáveis. apontando para o facto de o Mateus não fazer parte da foto. Não costumo dar azo a estes comentários muito menos responder mas, tratando-se de um tema tão importante para mim, fiz questão de o fazer porque fiquei realmente triste com as mensagens. Quando disse “o resto é paisagem”, referia-me ao resto que não aquilo que estava representado na foto: o Amor. Quando o Oliver nasceu, o amor que tinha pelo Mateus não se dividiu para chegar para os meus dois filhos… Multiplicou-se. Multiplicou-se e continua a multiplicar-se todos os dias, como penso que acontece com a maioria dos pais. Daqui para a frente continuarei a publicar fotos dos meus filhos, como até agora sempre fiz com o Mateus, e se num dia publicar uma foto de um e não de outro, não quer isso dizer que ame mais esse filho. Mas há uma coisa que quer dizer, amo, cada um deles, desde o dia que soube que estavam na barriga das respectivas mães, e sou grato à natureza e à vida por cada um deles. Só quem nunca amou não sabe quanto o amor consegue crescer, aumentar, multiplicar-se infinitamente. A minha mais sincera compaixão por quem não amou ou ainda não foi amado, o suficiente, para perceber o que quis dizer com esta foto e tem a necessidade e tempo de pensar e escrever coisas tão feias como algumas que recebi. Mas o que desejo, a todos, mesmos aos que me escreveram isto, é que encontrem na vida, o mais importante de tudo. Amor.

A post shared by Diogo Amaral (@diogoamaral.oficial) on

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News