Famosos

Daniel Souza acusa Luciana Abreu de usar as filhas para ganhar dinheiro

Reprodução Instagram

A guerra entre Luciana Abreu e os pais das suas filhas está longe de terminar. Daniel Souza, pai das gémeas, acusa a atriz de estar a usar a imagem de Amoor e Valentine para fins publicitários sem a sua autorização. Já Yannick Djaló, pai das filhas mais velhas, regressou ao Tribunal para rever o valor das pensões. 

No passado dia 24 de novembro, Luciana Abreu surpreendeu tudo e todos ao partilhar uma fotografia das quatro filhas com o rosto tapado. Algo que não era costume fazer. “A lei assim obriga. Protegê-las acima de tudo”, escreveu no Instagram. Uma fonte próxima de Daniel Souza revelou à TV7 Dias que o problema é que Luciana Abreu usou as filhas para publicidade.

“O Daniel não autoriza porque a única beneficiária é ela, como já foi o caso”, contou. De recordar que a atriz de ‘Terra Brava’ tem vindo a partilhar várias fotografias das gémeas a fazer publicidade, nomeadamente a diversos produtos de uma conhecida marca para a pele das crianças e também a um carro elétrico para bebés.

Porém, ao contrário de Yannick Djaló, Daniel Souza continua a ver as filhas e exige que os seus direitos sejam respeitados. A fonte revela que ele tem estado 15 dias por mês com as meninas. Desmente ainda que o guia turístico quer manter o apelido Abreu, considerando que este assunto avançado pela imprensa é “absolutamente execrável”.

Informa ainda que se ele não tivesse agido de imediato acontecia “mais uma situação de um pai que não podia ver as filhas”. No passado dia 5 de dezembro, várias amigas da eterna ‘Floribella’ foram a Tribunal testemunhar a seu favor. O objetivo era provar que todo o ‘recheio’ que está em casa de Luciana só a ela pertence e que Daniel não tem direito a nada.

Em contrapartida, o pai das gémeas pretende que, caso vença em tribunal, ela não alegue falta de condições para pagar. “Ela não pode desfazer dos bens que estão arrolados”, acrescenta, garantindo ainda que o ex-marido apenas quer garantir que fica com disponibilidade financeira caso tenha que pagar algo. Todos estes problemas têm atrasado o processo de divórcio do ex-casal.

O que Daniel quer mesmo são os 150 mil euros que investiu no imóvel que foi comprado depois do casamento. A casa onde a atriz mora atualmente com as quatro meninas. “Ele foi enganado de uma forma miserável quando a casa foi adquirida em nome de uma empresa do qual a fulana é a única titular e gerente”, afirma.

Para além do processo de divórcio, está ainda em cima da mesa o processo violência doméstica, que segundo a mesma fonte, uma série de ilícitos já foram arquivados por falta provas. Em contrapartida, Daniel já avançou com uma denúncia caluniosa e acusa a ex-companheira de violação de domicilio agravada.

A fonte avança que enquanto ele estava a trabalhar em Itália, a atriz mudou a fechadura e colocou os seus pertences à porta e só com a polícia é que ele conseguiu resolver a situação. Também Djaló regressa a Tribunal. O ex-futebolista foi obrigado a pagar 162 mil euros a Luciana Abreu, referentes a valor em atraso de pensão desde 2017. Ou seja, 2250 euros mensais por cada filha.

Porém, Djaló está sem emprego e numa situação difícil neste momento e recorreu para que o valor seja mais baixo. O seu advogado, João Nogueira, garante que “ele não fez nenhuma carreira em que tenha ganho milhões”, até porque terminou no Vitória de Setúbal com “ordenados em atraso” e numa “situação muito difícil”.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News