Famosos

Cristiano Ronaldo ilibado das acusações de violação

Instagram

A queixa de violação instaurada por Kathryn Mayorga contra Cristiano Ronaldo foi retirada, quem o confirma é o Ministério Público de Las Vegas. 

“As alegações contra Cristiano Ronaldo de ataque sexual não podem ser provadas para além de dúvida razoável”, dizem as autoridades no comunicado publicado no Twitter.

De acordo com o documento “Um pedido para acusação foi submetido pelo gabinete do Procurador. Tendo em conta a informação apresentada até este momento, as alegações de abuso sexual contra Cristiano Ronaldo não podem ser provadas sem margem para dúvida razoável. Portanto, nenhuma acusação está prevista”.

“Embora [a vítima] soubesse quem era a pessoa que a agrediu, recusou identificá-lo ou a revelar onde ocorreu o crime. Como resultado, a polícia foi incapaz de seguir protocolos de investigação para casos de agressão sexual ou para conduzir qualquer investigação significativa”, escreveu o procurador para justificar o arquivamento da queixa contra o craque português.

O documento indica que a investigação foi encerrada sem recolha de provas e depois das duas partes chegarem a acordo à margem da justiça, em 2010. Já em 2018, a alegada vítima pediu a reabertura do caso e as autoridades voltaram a investigar. Porém, após revisão do caso, a 8 de julho, foi decidido que “as alegações de violação contra Cristiano Ronaldo não podem ser provadas sem dúvida razoável”. “Assim sendo, não serão feitas acusações”, destaca a nota.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News