fbpx
Famosos

Caso Madeleine McCann. Investigações ao desaparecimento de Maddie chegam ao fim 11 anos depois

Madeleine Mccann
Instagram

As investigações sobre o desaparecimento de Madeleine McCann, na Praia da Luz, em Portugal, estão quase a chegar ao fim.

15 anos depois de Madeleine McCann, ter desaparecido de um quarto do Ocean Club, na Praia da Luz, em Portugal, e 11 após o início das ações por parte da polícia de Londres, a Scotland Yard prepara-se para encerrar as investigações. Segundo o jornal britânico ‘The Sun’, o principal suspeito não será acusado.

Segundo o jornal em causa está o fim do financiamento da Operação Grange, iniciado quatro anos do desaparecimento de Maddie, após a mãe da menina, Kate ter escrito uma carta ao primeiro-ministro David Cameron a pedir ação da polícia britânica.

Até junho do ano passado, a Operação Grange já tinha custado cerca de 12,5 milhões de libras, equivalente a quase 15 milhões de euros. Sem provas suficientes, o principal suspeito do caso, Christian Brueckner, não será acusado.

Este ano, o caso Maddie sofreu um revés, quando uma equipa de investigadores descobriu que o suspeito tem um alibi: o alemão, de 44 anos, estava no Algarve na noite em que Madeleine McCann desapareceu, mas poderão não ter sido ele o autor do crime, uma vez que na noite de 3 de maio de 2007, encontrava-se a meia hora de distância do resort onde a menina estava a dormir.

Christian Brueckner, está atualmente preso na Alemanha, por ter violado uma mulher de 72 anos.

Leia também: Há uma nova série documental sobre o desaparecimento de Madeleine McCann

1 Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>