fbpx
Big Brother Famosos

Ana Catharina: “O corpo não pode ser propriedade do Estado, Igreja, marido, de ninguém”

Ana Catharina, Big Brother
Instagram

Ana Catharina está desiludida com o Brasil depois de nesse país uma menina de 11 anos que engravidou após ter sido vítima de violação ter sido impedida pela Justiça de fazer um aborto.

Ana Catharina, ex-concorrente do Big Brother 2020, da TVI, fez um desabafo na rede social Instagram. “Menina de 11 anos grávida, vítima de estupro, é impedida de fazer aborto pela justiça. É, muitas vezes o Brasil me dececiona. É isso mesmo que você leu. Se você procurar no Google as notícias sobre o caso, é ainda mais assustador”, lamentou.

“No Brasil, o aborto é legal em três situações: gravidez decorrente de estupro, risco à vida da gestante ou anencefalia do feto. Bom, pra começar, a lei absurdamente já não está sendo cumprida e ainda por cima estamos falando de uma criança! E em segundo lugar, porque o Estado ainda controla o corpo da mulher? O aborto não pode ser ilegal, o que a mulher faz com o corpo dela só a ela diz respeito”, referiu.

“O corpo não pode ser propriedade do Estado, da Igreja, do marido, de ninguém. Ninguém pode mandar no corpo de uma mulher. Ninguém pode mandar no corpo de ninguém. O aborto ilegal mata porque impõe condições desumanas para mulheres poderem ter o direito de ESCOLHA”, denunciou.

“Mas claro, mata mais as pobres, porque quem tem grana sai do país pra fazer isso. O Estado deveria prover segurança em todos os aspectos para todo ser humano. Até quando a mulher será objeto do Estado?”, acrescentou ainda, indignada, Ana Catharina.

Leia também: Ana Catharina recorda fase de depressão e de ansiedade: “O yoga não cura, mas ajuda”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>