fbpx
Cabo Música

Os vencedores dos MTV EMAs 2020

Winners Bts Mtv Emas 2020

Os BTS venceram o maior número de prémios nos MTV EMAs 2020, incluindo “Best Song”, Lady Gaga foi eleita como “Best Artist” e o DJ Khaled recebeu o prémio de “Best Video”. Em Portugal, Fernando Daniel arrecadou, pelo segundo ano consecutivo, o Best Portuguese Act.

Os MTV EMAs 2020 homenagearam alguns dos maiores nomes da música global. A banda de K-Pop BTS conquistou quatro prémios – “Best Music”, “Best Group”, “Best Virtual Live” e “Biggest Fans”. Por sua vez, Karol G ganhou a nova categoria “Best Latin” e “Best Colaboration” por “Tusa”, com Nicki Minaj. Lady Gaga recebeu o prémio de “Best Artist” e o DJ Khaled foi galardoado com o “Best Video”.

O estreante YUNGBLUD levou para casa o “Best Push” e as anfitriãs Little Mix foram as eleitas na categoria de “Best Pop”. Cardi B foi a mais votada na categoria “Best Hip-Hop”, os Coldplay venceram o “Best Rock” e Hayley Williams ganhou o prémio de “Best Alternative”.

De forma a celebrar todos os vencedores do Local Act dos EMAs, a MTV realizou um evento exclusivo via Facebook Live na MTV International. Este momento, realizado antes do espetáculo, foi inteiramente dedicado a alguns dos maiores nomes da música em todo o mundo e anunciou os mais votados na categoria local de cada país.

Os fãs portugueses votaram e elegeram Fernando Daniel como “Best Portuguese Act”. Com apenas 24 anos, o jovem artista de Estarreja foi nomeados por duas vezes para esta categoria, tendo vencido em dois anos consecutivos: em 2019 e, agora, em 2020.

No seu discurso de vitória durante o Pré-Show, Fernando Daniel fez um apelo em português: “Obrigado a todos, obrigado à minha família, obrigado à minha equipa. Este prémio é para a cultura portuguesa, que atravessa uma fase muito difícil. Continuem a ir a espetáculos, lembrem-se que a cultura é segura.”

Num tom mais intimista, o artista português dirigiu-se aos seus fãs: “Vencemos o Best Portuguese Act de 2020. Foi um ano atípico, mas foi um ano muito positivo, cheio de coisas boas. Esta é a prova de que, apesar de ter sido um dos piores anos da nossa existência, eu tenho-vos desse lado e isso é o mais importante. Vocês ajudaram a que isto fosse possível. Resta-me também agradecer à Universal, à minha família, aos meus músicos, à minha equipa técnica. Obrigado por não me deixarem cair, por estarem lá nos bons e nos maus momentos.”

“É realmente um orgulho enorme poder ter este prémio comigo e fica aqui também a promessa de que em 2021 vou trabalhar a triplicar para o terceiro prémio. Não há duas sem três. Muito obrigado mais uma vez. Este prémio vai fazer companhia ao que eu já tenho lá em casa. Pelo segundo ano consecutivo, é nosso. Muito, muito obrigado!”, concluiu Fernando Daniel.

As Little Mix, vencedoras da categoria “Best Pop”, apresentaram o espetáculo com uma energia incrível e uma performance inspirada de “Sweet Melody”, envergando um figurino de cetim branco exclusivo, com um esquadrão de dançarinos e contorcionistas filmados a partir de Londres. Mantendo-se fieis à alta tecnologia utilizada na edição deste ano, as destemidas superstars pop femininas deram corpo à realidade aumentada, surgindo no topo de uma pirâmide de inspiração inca com um toque moderno.

O evento revelou o magnífico poder da música, sendo que Alicia Keys elevou a sua voz à excelência com o hit “Love Looks Better”. A impressionante performance colocou a artista e o seu piano a viajar por Los Angeles, nos EUA, à noite, utilizando, inicialmente, uma máscara cravejada que cobria todo o seu rosto. Já o multipremiado artista Sam Smith ofereceu uma bela interpretação de “Diamonds”, terminando com uma voz de comando pela igualdade “Don’t f*** with the queer kids”. DaBaby abriu o seu medley com uma mensagem poderosa que lançou luz sobre questões cruciais da justiça social em destaque durante o ano de 2020 – violência policial e justiça racial.

Paralelamente, o astronómico piloto da Fórmula 1 Lewis Hamilton entregou o prémio “Video for Good” a H.E.R. por “I can’t breathe”, após um discurso impactante que destacou a música com uma força de união que ofereceu esperança, solidariedade e conforto durante um ano extremamente desafiante.

A rapper e cantora multiplatina e campeã de vendas Doja Cat, que venceu o prémio “Best New” deste ano, deu início ao espetáculo rastejando de um set de TV para um palco de margaridas e relva, arrancando com uma performance, inspirada no rock, do seu sucesso “Say So”. YUNGBLUD, galardoado com o “Best Push” apresentado por Dave Grohl, cantou um medley dos seus hits “Cotton Candy” e “Strawberry Lipstick” no histório Roundhouse de Londres. O cantor, compositor e multi-instrumentalista britânico ofereceu uma atuação clássica com um toque moderno, enquanto voava pelo local até se reunir com a sua banda com um insuflável vermelho gigante e pontiagudo.

Zara Larsson trouxe um fator surpresa extra ao espetáculo com a apresentação de “Wow” com uma voz incrível e uma coreografia dinâmica, liderando um grupo de dançarinos. Jack Harlow interpretou a sua canção “What’s Poppin” com esquadrão de dançarinas, terminando o momento com um shout out à Europa, “um dos seus continentes favoritos”. A performance dramática de Tate McCrae de “you broke me first” revelou as habilidades do artista como dançarino e cantor, utilizando um jogo de água e luz para um efeito artístico incrível.

David Guetta, que arrecadou o prémio “Best Electronic”, interpretou “Let’s Love” ao vivo pela primeira vez com Raye, enquanto se encontrava imerso sob uma incrível cascata de luzes na piscina do Széchenyi Bath na Hungria. Enquanto Correspondente Especial, a supermodelo húngara Barbara Palvin oferece aos fãs uma visão exclusiva do interior da Hungria, entre outros locais icónicos do vibrantes país e parceiros oficial dos MTV EMAs 2020, que foi anunciado, durante o Pré-Show, como País Anfitrião da edição de 2021.

O incontornável DJ Khaled, vencedor da categoria “Best Video” pelo seu hit “Popstar” com Drake e protagonizado por Justin Bieber, atuou por duas vezes, oferecendo performances espetaculares filmadas em Miami. Karol G – “Best Latin” e “Best Collaboration” – deu aos fãs uma visão do lado mais edgy e industrial da cidade, com uma interpretação de “Bichota” que contou com duplos de motas e carros clássicos dos anos 60.

Por sua vez, o artista latino e estrela global Maluma atuou, pela primeira vez, nos MTV EMAs num ambiente conceptual íntimo com uma iluminação inspirada no seu álbum “Papi Juancho”. Maluma deu início com o sucesso internacional “DjaDja” com a superestrela francesa Aya Nakamura. Foi a primeira vez que os artistas apresentaram o seu hit de estrondoso sucesso e, logo depois, Maluma saltou para o recordista “Hawai”, terminando com dançarinos e uma pitoresca cena da varanda com vista para a cidade.

O evento contou também com participações especiais de AnittaAnne-MarieMadison BeerLewis HamiltonWinnie HarlowAya NakamuraRita OraRoman ReignsBebe Rexha e Big Sean, tendo incluído um tributo dedicado à lenda do rock Eddie Van Halen com a participação de Tom MorelloSt. Vincent e Taylor Hawkins.

Pré-Show oficial dos MTV EMAs 2020 ofereceu as atuações de Madison BeerWhy Don’t We e 24KGoldn.

“MTV EMA Generation Change Award” regressou pelo terceiro ano consecutivo, desta vez para elevar e empoderar cinco mulheres destemidas pelo seu poderoso trabalho na linha da frente da luta pela justiça racial e social em todo o mundo. As vencedoras são: Kiki Mordi, uma jornalista de investigação que luta para acabar com a SARS na Nigéria; Temi Mwale, uma ativista da justiça racial no Reino Unido; Catherhea Potjanaporn, uma fotógrafa da Malásia; Luiza Brasil, jornalista de moda no Brasil; e Raquel Willis, uma ativista transgénero negra nos EUA. Cada homenageada recebeu um troféu personalizado único criado por Azarra Amoy, uma artista feminina britânica conhecida pelo seu trabalho no movimento Black Lives Matter em Londres.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News