fbpx
Cabo Famosos

Sandra Felgueiras “revoltada” com morte de jornalista americano na Ucrânia: “Poderia ser qualquer um de nós…”

Sandra Felgueiras
Sandra Felgueiras/Instagram

Sandra Felgueiras acabou por se manifestar sobre a morte de um jornalista norte-americano morto pelas tropas russas.

Brent Renaud, jornalista norte-americano, foi morto a tiro após ataque das tropas russas este domingo, dia 13 de março, em Irpin, no extremo noroeste de Kiev, onde as forças ucranianas lutam contra as forças russas.

Nas redes sociais, Sandra Felgueiras acabou por se manifestar sobre a morte de Brent Renaud. “O jornalista Brent Renaud poderia ser qualquer um de nós, jornalistas, que estivemos neste teatro real de guerra. Renaut é a prova de que ninguém está a salvo nesta guerra imprevisível”, começou por escrever.

“Os ataques sucedem-se agora até a 19km da Polónia, membro da NATO. Perto de onde vim: Lviv. O até agora chamado porto seguro da Ucrânia. Mas na Ucrânia já não há portos seguros. Há ucranianos a defender o seu país. Juntos. E jornalistas a fazer das tripas coração para cobrir esta guerra. Já Putin continua a provocar o ocidente. E a presença dos jornalistas que mostram os crimes da Rússia contra a Humanidade incomodam-no. Cada vez mais!”, acrescentou a jornalista.

“Esta não é uma guerra como a do Iraque onde os bombardeamentos eram feitos a alvos concretos pelos EUA. Aqui todos os alvos são alvos. Para os meus colegas que ainda estão na Ucrânia segue o meu abraço. Sentido e profundo. Porque na guerra não há concorrência. Nem hoje nem nunca! E paz à alma de Renaud. Morreu a informar. Uma missão cada vez mais dura no mundo estranho em que tivemos o infortúnio de ter de viver”, terminou.

Ora veja a publicação:

Leia também: Sandra Felgueiras ‘aplaude’ gesto de cidadão ucraniano: “No meio da guerra, não se esqueceu do dia…”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>