fbpx
Cabo

Notícia aTV: Dean Norris fala sobre início da produção da segunda temporada de «Under the Dome»

31 Notícia Atv: Dean Norris Fala Sobre Início Da Produção Da Segunda Temporada De «Under The Dome»

42

O canal MOV trouxe até Portugal Dean Norris, o ator conhecido pela sua participação em Breaking Bad, o aclamado drama, que também é transmitido pelo mesmo canal, para promover o lançamento de Under the Dome, série de ficção científica, baseada no livro homónimo de Stephen King, a qual tem a sua estreia marcada para dia 12 de Dezembro, às 22h 30.

Na quinta-feira, dia 5 de dezembro, o MOV apresentou à comunicação social Under the Dome. O site A Televisão esteve presente, e conta-lhe, seguidamente, tudo o que se passou por lá. No âmbito da apresentação da série, foi mostrado um vídeo promocional de Under the Dome, e posteriormente foi possível fazer algumas perguntas a Dean Norris. Segue-se, abaixo, algumas das perguntas realizadas  durante a sessão.

Como descreve Big Jim?

Dean Norris: Big Jim é o único político que ficou preso dentro da redoma e decide que será ele que ficará com o controlo da cidade. Ele acredita que o está a fazer pela comunidade, embora algumas das coisas que ele faz não sejam muito agradáveis, mas ele fá-las, pois acredita que o está a fazer pelo bem da cidade.

O que distingue Under the Dome das outras séries?

DN: Penso que é este dispositivo único que o Stephen King criou, esta redoma que aparece nesta cidade, e não sabemos o motivo de estar ali. Se é algo alienígena. O conceito de ter de lidar com esta crise, e representa qualquer tipo de crise, um furacão, um terramoto, guerra cível, o que quer que seja, permite-nos examinar como é que seres humanos interagem neste tipo de situações.

As personagens que interpreta em Breaking Bad e Under the Dome são bastante diferentes uma da outra. Quais as diferenças entre Hank e Big Jim?

DN: Para mim foi ótimo fazer um personagem completamente diferente de Breaking Bad para Under the Dome. Em Breaking Bad ele é guiado pela moralidade. Um homem que entende a diferença entre o correto e o errado. Em Under the Dome ele faz o que quer que seja para realizar determinada tarefa, não se importa tanto com a moralidade. É uma personagem muito mais libertadora de interpretar.

A Televisão – Big Jim tem um filho, o Junior. Como descreve a sua relação?

DN: É uma relação complicada. É algo que será explorado durante a temporada, e provavelmente pelas temporadas que hão-de vir. Ele ama bastante o filho, e percebe que ele tem um problema. Podemos também descobrir ao longo da temporada que o filho também tem algo para lhe ensinar. O Big Jim tem uma mulher que morreu e teve que cuidar do filho sozinho, portanto, é uma relação difícil. É uma das minhas partes favoritas na série, a relação dele como o filho. Ele ama-o, mas por vezes é difícil.

Como foi gravar uma série com tantos efeitos especiais?

DN: Foi desafiador. Pois não vemos o que está a acontecer, a redoma nunca está lá, obviamente! Temos que a imaginar. Como ator é um desafio diferente. Por vezes temos o croma, então, é só mais um desafio. Fica mais fácil se o imaginarmos. Mas depois podemos vê-lo no ecrã, portanto, fica mais fácil, pois já sabemos com o que estamos a trabalhar.

A Televisão – Under the Dome foi transmitida nos EUA durante o verão, onde tipicamente as séries têm só 13 episódios, em vez dos 22 episódios. Considera que este fator favorece o desenrolar da temporada?

DN: Eu acho que ajuda. Penso que concentra melhor o processo criativo. É uma das razões que se usa esse modelo também nas séries da televisão por cabo nos EUA. O espectador pode ver a história num contexto limitado com um início meio e fim. Parece um número que criativamente resulta melhor do que se fossem mais episódios.

A Televisão – A grelha de outono nos EUA é tipicamente mais concorrida em termos de séries de TV, considerando a popularidade que Under the Dome teve, há a possibilidade desta passar para o outono?

DN: É uma boa pergunta. Eu sei que eles [CBS] gostavam de tê-la no outono. Para já ficamos durante a temporada de verão. Penso que a CBS desejava tê-la transmitido durante a temporada de outono. Não sei se irão mudar, mas para já ficamos nos verão.

A Televisão – Considerando a pouca quantidade de séries na grelha de verão nos EUA, pensa que a transmissão durante esta altura ajudou ao sucesso da primeira temporada?

DN: Por algum tempo as estações de televisão descartavam essa temporada, pois achavam que as pessoas não viam televisão durante o verão. Os hábitos mudam. Penso que as pessoas vêem TV no verão. Acho que a CBS fez uma experiência com Under the Dome e durante o próximo ano haverá mais séries de outras estações de televisão durante esta altura do ano.

A Televisão – A primeira temporada foi um enorme sucesso. Tendo começado a produção da segunda temporada nos EUA, existe uma maior pressão para manter o mesmo nível?

DN: Penso que todos entendemos que precisamos de fazer cada vez melhor. Stephen King escreverá o primeiro episódio. Estamos neste momento atarefados a trabalhar com os escritores. Eles têm ótimas ideias para a segunda temporada, quem me dera poder contar. Portanto, se gostaram da primeira temporada vão gostar da segunda.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News