fbpx
Cabo

História recria «A Última Ceia» pelo terceiro ano consecutivo

Logo Ultima Ceia Pt História Recria «A Última Ceia» Pelo Terceiro Ano Consecutivo

Ultima Ceia_Historiabr1

Pelo terceiro ano consecutivo, o canal lança um desafio único e exclusivo a três dos chefs mais inovadores do nosso país, para a recriação da ementa da Última Ceia, de acordo com o seu estilo e visão pessoal.

Os chefs Kiko Martins, Miguel de Castro e Silva e Pedro Almeida são os protagonistas desta edição e da recriação da ceia mais famosa da História, juntamente com a colaboração do gastrónomo Duarte Calvão, que, pela primeira vez, terá oportunidade de provar e comentar cada ementa em direto, juntamente com o seu criador.

«A Semana Santa está próxima, e, à semelhança do que aconteceu em anos anteriores, queremos alimentar a filosofia de que “a história faz-se cada dia”, por isso, e de forma a mostrar que a história está viva, decidimos apostar novamente no lançamento do desafio gastronómico mais inovador de sempre: recriar a ementa da Última Ceia de Jesus Cristo com os apóstolos, adaptada a um estilo contemporâneo, vanguardista e inovador pelas mãos de três chefes portugueses», refere Carolina Godayol, diretora geral do The History Channel Iberia.

O Chef Kiko Martins (do restaurante O Talho) optou por usar os mesmos ingredientes que foram utilizados na última ceia de Jesus Cristo (pão, ervas amargas, frutos secos…), introduzindo as batatas como forma de representar Portugal, uma vez que estas são muito utilizadas na maioria dos pratos típicos do país.

«A refeição foi criada de forma a ser possível comer-se com as mãos. Era importante que a refeição fosse comida sempre sentada e fosse colocada toda de uma só vez sobre a mesa, sem haver a necessidade de as pessoas se levantarem para irem buscar o segundo prato ou repetirem. É importante poder desfrutar da companhia e conviver, pois a comida partilhada sabe melhor, o sabor altera-se com o sentimento/energia que rodeia o momento da refeição», afirma o Chef Kiko Martins.

Por seu lado, o Chef Miguel de Castro e Silva (do restaurante De Castro) apresentou quatro pratos onde estão igualmente presentes, na sua maioria, alguns dos ingredientes utilizados na última ceia de Jesus Cristo. O primeiro prato é composto por uma patanisca de nada com enguia fumada, alfaces, molho de mostarda e mel. O segundo é formado por truta com laranja e funcho. Foi também apresentado um prato de codorniz recheada com passas e pinhão, e por último, uma sericaia com chutney de figo, passas, gengibre e sorvete de uva.

A patanisca de nada simboliza o pão da última ceia, e é também uma forma representativa de Portugal (que alude às tradicionais pataniscas de bacalhau, mas sem bacalhau). A enguia e a laranja são ingredientes que aparecem no quadro de Da Vinci, daí a sua escolha. Cada prato tem um vinho para acompanhar a refeição, uma vez que este é bastante importante na última ceia. A sericaia é cozinhada dentro de um prato de barro e utilizada bastante canela uma vez ser uma das especiarias da época.

«A refeição foi criada de forma a ser saboreada sem pressas, doses pequenas e cuidadosamente elaboradas e com ingredientes económicos», comenta o Chef Miguel de Castro e Silva

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News