Cabo Famosos

Escravatura e os EUA: As peripécias de uma comentadora da Fox News

Katie Pavlich é comentadora da Fox News e não fosse o seu comentário sobre a escravatura ninguém saberia quem é a norte-americana. Foi durante o programa Outnumbered que a comentadora garantiu que foram os Estados Unidos da América a abolir a escravatura, uma gaffe que lhe valeu uma série de críticas nas redes sociais.

A comentadora disse que “Continuam a culpar os EUA pelo pecado da escravidão mas a verdade é que, ao longo da história da humanidade, a escravatura existiu e a América surgiu como o primeiro país a acabar com ela num espaço de 150 anos”. As palavras foram proferidas com o intuito de contestar as palavras da democrata Elizabeth Warren, que desafiou o país a debater as injustiças da escravatura norte-americana e o impacto nas gerações negras dos EUA.

As redes sociais não tardaram a reagir e a jornalista Soledad O’Brien acabou por utilizar o Twitter para chamar “idiota” a Katie Pavlich, dando origem a uma troca de argumentos entre si e a comentadora. Katie Pavlich admitiu que devia ter utilizado a formulação “um dos primeiros países”. A resposta não tardou e Soledad O’Brien mandou a comentadora estudar melhor os temas que comenta.

De recordar que Portugal foi um dos países que, na era moderna e contemporânea, desencadearam os processos de abolição da escravatura com o primeiro processo a datar de 1570 – ainda que não na totalidade dos espaços coloniais, ao passo que nos EUA o processo foi iniciado em 1801.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
José Monte Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
José Monte
Visitante
José Monte

Voçes também deviam ter cuidado com o artigo: Portugal não fica nada bem neste assunto. O país iniciou a venda de escravos transatlântico (África, Brasil) e praticamente foi obrigado pela Inglaterra a terminar com esse comércio, permanecendo no Brasil até o mais tardar possível.

ATV News