Cabo

3º Temporada de «Desmontar a História» estreia hoje no Discovery Channel

Fonte: Discovery Communications

Os mitos e mistérios que envolvem as megaestruturas mais emblemáticas e conhecidas do nosso planeta, sobreviveram ao passar dos séculos e alimentam a imaginação da humanidade assentes nas mais variadas teorias. No entanto, todos estes segredos são desvendados devido à investigação de Desmontar a História, a prestigiada série que durante as suas três temporadas dedica-se a “esmiuçar” o legado de algumas das mais antigas civilizações do mundo e que agora volta ao Discovery Channel, com novos episódios, desta noite, às 21h00.

Graças a esta série, os espetadores têm tido a oportunidade de ver ao mais ínfimo detalhe como é que as pirâmides foram construídas, o que escondem as suas câmaras secretas, como um tipo especial de arroz foi usado para construir a Grande Muralha da China ou qual o segredo que está guardado sob os templos maias de Chichen Itza, entre outras coisas. Agora, Desmontar a História regressa para continuar a explorar esses e outros mistérios, acompanhando as mais importantes expedições científicas, em busca de respostas até agora desconhecidas. Além disso, a série usa técnicas de animação inovadoras que permitem ao espetador ter acesso ao interior, até agora inacessível ao grande público, de cada um dos monumentos, aceder a câmaras escondidas ou ainda ter acesso aos cofres secretos que estão enterrados nas suas profundezas mais remotas.

Nos novos episódios de Desmontar a História, vamos viajar para Creta, um enclave que abriga algumas das maiores estruturas arquitetónicas da Idade Antiga. Na nova série, o programa vai procurar resolver alguns dos mais interessantes mistérios escondidos no Grande Palácio de Cnosos ou no famoso labirinto de Creta construído por Dédalo para aprisionar o Minotauro, uma criatura metade homem, metade touro. Por outro lado, os espetadores do Discovery Channel também se transportarão para Tebas para descobrir que mistérios estão escondidos nas antigas estruturas que compõem esta cidade egípcia.

Recorde-se que cerca de 2000 a.C. os faraós mudaram a capital do império egípcio de Mefis para Tebas, um período em que esta última atingiu o seu mais alto nível de desenvolvimento arquitetónico com a construção de templos majestosos, como Luxor ou o Karnak, alguns dos monumentos que serão analisados à lupa pelo programa. Os mistérios das construções da civilização maia ou os numerosos edifícios espalhados por todo o Egito serão outros dos protagonistas da nova temporada de Desmontar a História.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close