fbpx
Big Brother TVI

Fome, sonhos e morte. A história de Sandra e Jéssica concorrentes do Big Brother – A Revolução

Big Brother, Jéssica Fernandes, Pedro Fernandes, Sandra Fernandes, Pai
Instagram

Pedro Fernandes revelou a razão da mulher, Sandra, e da filha, Jéssica, terem concorrido ao ‘Big Brother – A Revolução’ e falou sobre os momentos mais complicados que passaram em família.

A minha esposa inscreveu-se porque temos a ideia de mudarmos de rumo de vida e de País“, começou por dizer à TV Guia, acrescentando que achou lindo que a esposa tivesse sido escolhida pela produção. Pedro e Sandra conheceram-se em 1991  numa paragem de autocarro, em Lisboa. “Vinha da praia com os meus primos e a Sandra meteu conversa comigo porque me ouviu falar uma língua, misturada com português, que para ela era estranha. Foi uma conversa muito gira, porque, na brincadeira, nos perguntou se estávamos a falar alentejano”

Na altura, ele vivia na Holanda e estava de férias em Portugal. Em 1992, Pedro decidiu vir trabalhar para Portugal e os dois começaram a viver juntos. “Fiz uma surpresa à Sandra e fomos viver juntos para uma casinha de habitação social que os meus pais tinham em Lisboa, no bairro da Boavista. Demos um jeito, comprámos uns móveis na Moviflor e fomos muito felizes com muito pouco. E não tenho vergonha de dizer que passámos muita fome. Sim, comemos massa com ketchup para enganar. Só queríamos era estar juntos. Eu tinha muitos sonhos, mas não tínhamos dinheiro para nada! Adorávamos ficar em Portugal, mas Portugal, nessa altura, não permitia sonhar muito”, contou à referida publicação.

Sandra sofre aborto

Para piorar a situação, perderam o primeiro filho quando Sandra estava grávida de seis meses. “Perdemos o nosso primeiro filho quando a Sandra estava grávida de seis meses. Andávamos de moto, não tínhamos condições para ir ao médico e ela abortou”, acrescentou Pedro. Voltaram para a Holanda à procura de melhores condições de vida, mas por pouco tempo.

“Trabalhava muito porque queria ganhar dinheiro para regressar a Portugal. Na altura, a Sandra era uma pessoa negativa, que sofria imenso. Ela tinha hiperidrose [excesso de suor] e suava muito das mãos, dos pés, nas costas, mas mais das mãos, e isso criava-lhe inúmeros problemas. Uma vez, foi recusada num curso de Informática porque o professor lhe disse que a suar assim ia destruir o teclado do computador”, disse.

Regresso a Portugal, problemas e muitos talentos

De regresso a Portugal, o marido de Sandra abriu uma loja de centro de estética de unhas de gel, pois era era o sonho da mulher. Quanto à filha Jéssica, Pedro Fernandes sabe que ela foi feita para brilhar e não poupa nos elogios devido ao seu talento para cantar e desenhar.

“A Sandra é uma pessoa muito preocupada, que trabalha muito, que tem a mãe doente com problemas ósseos. Ir para o Big Brother é poder esquecer o telemóvel, estar longe das obrigações”.

Já sobre Jéssica confessa: “Tinha muitos sonhos para a minha filha e sei que ela foi feita para brilhar com um talento que se destacaria. Ela canta desde os 2 anos, pinta e desenha durante horas. Tinha talentos que não eram normais”, afirma Pedro Fernandes. “Ter sido criada na igreja evangélica foi muito bom para ela. Foi educada numa boa, sem julgar o próximo e sempre pronta para ajudar. Foi a minha mãe, a avó, que a apresentou ao fado e ela canta-o em público sem vergonhas.”

Leia também: Big Brother: Namorado de Carina faz revelações bombásticas: “Ela ficou muito mal”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

ATV News