TVI

Vilhena cria vilões mais maquiavélicos

Está a chegar a novela “Olhos nos Olhos”, escrita por Rui Vilhena, à TVI. O autor, que criou “Luísa Albuquerque” (de “Ninguém Como Tu”) e “Maria Laurinda” (de “Tempo de Viver”), criou agora, na nova novela, os dois vilões, gémeos, “Vítor” e “Vasco”. O autor acredita que estes vilões são piores que as vilãs que criou, anteriormente.

“Uma novela é tão boa quanto o seu vilão” diz Rui Vilhena ao “Jornal de Notícias”. “Luísa Albuquerque” e “Maria Laurinda” são, segundo o seu criador, a “versão disney destes dois vilões”. “Vasco” e “Victor”, protagonizados por Paulo Pires, prometem ser capazes dos esquemas mais maquiavélicos para cumprir os seus desígnios.

Rui diz que “uma novela sem mistério não existe” portanto, cada núcleo, terá o seu grande segredo por forma a adensar o suspense e agarrar os espectadores. Temáticas polémicas não foram esquecidas, desde a união de facto entre homossexuais, à disputa pelo amor na terceira idade. “Escolhi temas actuais, factos verídicos, para aproximar o público, fazer com que se identifique”. E para quê? Para “Levantar a discussão”.

Um ciclone em plena Lisboa de consequências muito nefastas inaugura a trama, condicionando a vida da maioria das personagens. Vilhena trás para discussão a questão das alterações climáticas para justificar a inclusão da intempérie. “Começa a haver catástrofes inesperadas”, argumenta.

Quanto ao grande trunfo da novela, o autor diz que “ninguém lhe ficará indiferente” tendo em conta que “obriga à reflexão e vai mexer com as pessoas”.

José Eduardo Moniz, Director-geral da TVI, adiantou que a estreia de “Olhos nos olhos” será na próxima semana.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close