TVI

TVI quer vender conteúdos na internet

A TVI quer vender canais na internet e o primeiro teste foi feito em 2011, com «Secret Story 2 – Casa dos Segredos», e este ano a estação deverá voltar a fazê-lo com outros programas e até mesmo com canais.

«Vendemos sessões online para ver o que se passava dentro da casa», começa por dizer Rudolf Gruner, diretor da Media Capital Digital (MCD), ao jornal Correio da Manhã. E foram «mais de 50 mil as pessoas que pagaram», o que «permitiu ter percepção do que pode valer» um sistema destes. Tendo em conta este resultado, a TVI24 ou o futuro canal de ficção poderão ser vendidos online (pagamento por mensagem de telemóvel ou multibanco), o que permitirá, por exemplo, que emigrantes tenham acesso às estações do universo TVI. Mas também programas, como o «Secret Story», podem ser rentabilizados na internet.

Rudolf Gruner fala de uma «transformação digital do grupo» e conta que a «administração tem grande atenção a esta área». E é por isso que têm sido renovados os sites, tais como o da TVI (em fevereiro) e do portal IOL (na semana passada), um dos negócios mais rentáveis da MCD. Até ao final do ano, confidenciou Gruner, outras páginas serão reformuladas. Atualmente, a MCD, que conta com uma equipa de 80 pessoas, aposta na mobilidade e nas redes sociais, tendo já mais de 30 páginas no Facebook, algumas com mais de 300 mil fãs. As aplicações para telemóveis e tablets são também feitas pela MCD, que conta já com mais de 350 mil downloads das cerca de 20 apps.

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close