TVI

TVI procura director de programas ideal!


Já passaram quase dois meses desde a saída de André Cerqueira da direcção de programas da estação de Queluz de Baixo, mas ainda não foi encontrado o seu sucessor. É em entrevista ao Diário de Notícias deste domingo que João Cotrim Figueiredo, director-geral da TVI, explica os motivos para ainda não ter sido anunciado nenhum nome.

“Não é fácil arranjar um director de Programas para um canal como o nosso. Para estes cargos, ou o nome encontrado preenche bem as funções ou então não vale a pena ter lá um nome que depois não corresponde ao que pretendemos”, começa por dizer ao referido jornal, acrescentando em seguida: “Este compasso de espera tem a ver apenas com a necessidade de encontrar a pessoa certa.”

E qual é então o perfil ideal para um responsável pela programação de Queluz de Baixo? Segundo Cotrim Figueiredo: “Essa pessoa tem de ter um conhecimento profundo do mercado português e uma personalidade que seja compatível com o posicionamento da TVI. Não há muitas pessoas com essas características. Nesse domínio, diria que o mercado é muito rarefeito”, frisou.

No entanto, e embora continue a afirmar que gostaria de ter já um director de programas, o director-geral mostra-se despreocupado: “Se me perguntasse se eu preferia terjá director de Programas, obviamente que lhe digo que sim. Mas não estou muito preocupado por não ter. Prefiro ter a solução colegial que tenho neste momento do que ter um director de Programas que não fosse o director de Programas que interessa à TVI.”

Prestes a terminar, João Cotrim Figueiredo desmentiu ainda a notícia que dava conta de que Filipe Terruta será o substituto de André Cerqueira: “O Filipe não vai ser director de Programas da TVI. Não houve qualquer nomeação nesse sentido, nem vai haver. O Filipe é director criativo e é natural que vá continuar, e até reforçar, a sua colaboração intensa com a Direcção de Programas. Isso vai acontecer com ele, como vai acontecer com outros directores desta casa”.

A terminar, uma certeza: André Cerqueira não foi um “erro de casting”: “Não, foi, talvez, o homem certo na altura errada. O projecto de vida dele não encaixou nas funções que tinha”, concluiu.

Tags

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close