TVI

Rogério Samora vai pagar indemnização à TVI

Foi em 2010 que Rogério Samora se mudou da estação de Queluz de Baixo para a SIC. Agora, o ator vai pagar uma indemnização correspondente a três salários, por ter rescindido o seu contrato com a TVI.

O valor em questão está situado entre os 20 e os 25 mil euros, corresponde a uma indemnização por «falta de pré- aviso» de rescisão, aquando a saída do ator da TVI. «Eu e a TVI decidimos chegar agora a acordo, extrajudicial, pondo assim fim ao processo nos tribunais. Tudo se resolveu da melhor forma», afirmou Rogério Samora ao Diário de Notícias. O acordo entre as partes fica a aguardar aprovação do Tribunal Cível.

Este processo tem quase dois anos, tendo começado no final de 2010, quando o ator quebrou a ligação contratual que tinha com a TVI desde 2008 e assinou com a SIC. Logo na época, a TVI interpôs um processo judicial a Samora, alegando violação do contrato, que terminava em julho de 2011. O ator chegou a estar escalado para um projeto da estação, a novela «Anjo Meu», tendo alegado que esse seria o seu quarto projeto consecutivo e, por isso, pediu para que o seu contrato fosse revogado, o que foi declinado. O ator acabou mesmo por abandonar a estação e  a TVI terá pedido uma indemnização que, embora nunca tenha sido confirmada, terá sido no valor de 500 mil euros.

O Tribunal da Relação, em junho de 2011, indeferiu uma providência cautelar interposta pela TVI a Rogério Samora, que tinha por objetivo impedir o ator de trabalhar para a estação de Carnaxide enquanto não terminasse o prazo do vínculo que tinha com a estação de Queluz de Baixo. Rogério Samora, cujo primeiro projeto na SIC foi a novela «Rosa Fogo» (que estreou em setembro de 2011), disse agora estar feliz com o fim deste processo: «Estou muito satisfeito com os meus novos desafios profissionais e desejo também grandes sucessos para a TVI e para os seus profissionais.», concluiu.